O que vender na rua: veja 15 ideias e saiba como atrair clientes

Quer saber o que vender na rua para ganhar dinheiro? Veja 15 sugestões, como captar clientes e como abrir um negócio para faturar.
6 minutos de leitura
6 minutos de leitura
Chapéus e bolsas em exposição em calçada

Quer saber o que vender na rua para fazer uma renda extra ou começar seu próprio negócio?

Existem várias formas de atuar no comércio ambulante ou em um ponto fixo na via pública, como ter um carrinho, uma barraca ou simplesmente uma mesa com seus produtos expostos.

Também é possível vender no porta-malas, na garagem de casa ou carregar seus produtos a tiracolo.

Quer ideias do que vender na rua para começar a lucrar?

Então continue a leitura!

O que vender na rua para ganhar dinheiro? 15 ideias

Se você já pensou no que vender na rua para ganhar dinheiro, saiba que essa é uma ideia promissora.

Afinal, a via pública está sempre repleta de potenciais clientes em circulação.

Então, confira uma lista de coisas para vender na rua.

1. Comida para vender na rua

Fazer comida para vender na rua é um dos melhores negócios para quem precisa levantar um dinheiro rápido.

Isso porque, durante a correria do dia a dia, muitas pessoas acabam se alimentando no trajeto entre um local e outro, ampliando as oportunidades dos ambulantes que trabalham com gastronomia.

Veja algumas opções do que fazer de comida para vender na rua.

Doces para vender na rua

Se você pensar em fazer doces para vender na rua ou revender alguma guloseima, algumas opções que fazem sucesso são:

  • Churros
  • Brigadeiro
  • Pipoca doce
  • Bombons caseiros
  • Bolo de pote
  • Cheesecake de pote
  • Pavê de pote
  • Minitortas
  • Cone surpresa (cones trufados e recheados)
  • Bolo caseiro
  • Pão de mel
  • Palha italiana
  • Fondue de chocolate com frutas
  • Espetinho de frutas com chocolate
  • Curau
  • Sorvete
  • Algodão doce
  • Tapioca doce.

Salgados para vender na rua

Agora, se você está mais inclinado a buscar salgados e lanches para vender na rua, confira algumas dicas:

  • Pastel
  • Amendoim
  • Batata frita
  • Pão de queijo
  • Milho cozido
  • Espetinho
  • Pipoca
  • Pão caseiro
  • Cachorro-quente
  • Lanche prensado
  • Hambúrguer
  • Crepes
  • Sanduíche natural
  • Tapioca salgada
  • Salgados fritos (coxinha, risole, quibe, bolinha de queijo, pastelzinho, etc.)
  • Salgados assados (esfiha, empada, pão de batata, etc.)
  • Acarajé
  • Tacos
  • Sopas e caldos.

Aproveite e veja o que vender no frio para faturar mais como MEI no inverno.

2. Produtos para vender na feira de rua

Se sua ideia é vender na feira de rua, veja algumas opções típicas para barracas:

  • Pastel
  • Caldo de cana
  • Oleaginosas (castanhas, nozes, avelãs, etc.)
  • Ovos
  • Conservas (palmito, azeitona, tomate seco, etc.)
  • Temperos
  • Alho e cebola
  • Queijos
  • Embutidos (linguiça, salsicha, etc).

3. Bebidas para vender na rua

Com certeza, você já ficou feliz em encontrar um vendedor de água, refrigerante ou cerveja na rua.

Logo, essa é uma ideia que sempre funciona para ganhar dinheiro nas vias públicas.

4. Eletrônicos para vender na rua

Vender eletrônicos portáteis na rua também é um ótimo negócio.

A dica é oferecer produtos úteis e de baixo valor, como caixinhas de som, fones de ouvido, despertadores, leds, lanternas, etc.

5. Acessórios para vender na rua

Acessórios de moda são produtos que vendem muito na rua e acabam criando tendências nas áreas urbanas.

Você pode vender bolsas, meias, lenços, cachecóis, bonés, chapéus, óculos, acessórios de cabelo, bijuterias e muito mais.

Leia também: Como fazer bijuterias? Esse profissional pode ser MEI?

6. Brinquedos para vender na rua

Os vendedores ambulantes de brinquedos sempre chamam a atenção das crianças, que convencem os pais a comprarem.

A dica é vender produtos simples e baratos que encantam os pequenos, como carrinhos com efeitos de luz e som, balões, animaizinhos que pulam, etc.

Para alavancar suas vendas, faça demonstrações dos brinquedos na rua.

Você pode até vender no porta-malas para tornar seu negócio ainda mais móvel.

7. Livros para vender na rua

Em muitas cidades, ainda é comum ver vendedores de livros nas ruas, principalmente nos grandes centros urbanos e pontos históricos.

Basta ter uma mesinha para expor títulos novos ou usados, buscando atrair vários públicos diferentes com diversos gêneros.

8. Cosméticos para vender na rua

Quem nunca se deparou com um revendedor da Avon, Natura ou Jequiti expondo seus produtos na rua?

Alguns vendedores de cosméticos criam pontos de venda na frente de suas próprias casas, atraindo a clientela da vizinhança.

Trata-se de uma boa ideia para ganhar uma renda extra revendendo produtos de beleza na rua.

9. Artesanato para vender na rua

Os produtos artesanais atraem a atenção dos transeuntes e rendem uma boa lucratividade nas ruas.

Você pode vender acessórios de crochê e tricô, enfeites de macramê, amigurumis, filtros dos sonhos, velas aromáticas, etc.

Confira também 7 dicas de como vender artesanato na internet.

10. Utilidades para vender na rua

Na correria do dia a dia, é muito bom se deparar com um vendedor de utilidades para salvar você em uma situação emergencial na rua.

Os produtos mais vendidos nesse segmento são guarda-chuvas, luvas, isqueiros e máscaras.

11. Papelaria para vender na rua

Que tal aproveitar o fluxo de estudantes em frente a colégios e universidades para vender itens de papelaria?

Também é possível lucrar alto vendendo canetas, lápis e réguas em locais onde serão realizados concursos e vestibulares.

12. Itens para casa para vender na rua

Vender itens para o lar é um clássico do comércio ambulante.

Os produtos mais procurados são redes, cadeiras, tapetes, cobertores e edredons, vasos e almofadas.

Quer mais ideias? Veja 25 opções do que vender para ganhar dinheiro.

13. Itens de decoração para vender na rua

Quem acompanha as novidades do Instagram e Tik Tok que o diga: as redes sociais estão a todo momento criando novas tendências de itens decorativos específicos.

Por isso, aproveite para fazer um bom dinheiro vendendo materiais como pequenas luminárias, almofadas coloridas e pesos de porta engraçados.

Outra possibilidade é comercializar lembrancinhas turísticas, como ímãs e chaveiros de cidades famosas.

14. Roupas para vender na rua

Boné, camiseta com proteção UV, chinelos, biquínis e cangas… é possível vender diversos tipos de roupas, principalmente se você morar em regiões de praia. 

Dica: invista na sua criatividade e elabore combos de produtos, como conjuntos de maiôs, viseiras e saídas de banho.

15. Serviços para vender na rua

Por fim, os prestadores de serviço também têm grandes oportunidades.

Por exemplo, massagens rápidas e sessões fotográficas costumam fazer muito sucesso com o público.

Saiba como se tornar um fotógrafo profissional.

Como vender na rua? Dicas para atrair clientes

Se você quer ter sucesso vendendo na rua, siga nossas dicas:

  • Estabeleça um horário diário para as vendas e procure cumpri-lo, para que as pessoas se habituem ao seu negócio
  • Tenha um número de contato no WhatsApp para informar sua localização e aceitar encomendas de clientes fiéis
  • Faça cartões de visita ou flyers com a sua marca e contato. Entregando esses materiais com os produtos, você aumenta as chances de conquistar clientes fiéis
  • Se estiver vendendo comida ou bebida para consumir na hora, ofereça cadeiras ou banquinhos aos clientes
  • Se estiver vendendo itens de moda, tenha um espelho para que os clientes consigam experimentar na hora
  • Não se acanhe: anuncie seus produtos e promoções em voz alta, chamando a atenção de quem passa
  • Use materiais de comunicação como banners e cartazes com preços e promoções
  • Use táticas para chamar a atenção, como música, equipamentos luminosos ou até uma performance inusitada
  • Seja educado e solícito com os clientes e nunca force a barra na venda
  • Abuse da simpatia e bom humor para cativar seus clientes
  • Use roupas confortáveis, mas mantenha uma apresentação profissional para passar uma boa impressão aos clientes
  • Tenha algo para se proteger do sol, da chuva e do vento, e um local para sentar e descansar
  • Cuide da qualidade e apresentação dos seus produtos
  • Siga todas as normas de segurança e higiene necessárias para comercializar seus produtos.

Aproveite e confira no vídeo abaixo se vendedor ambulante pode ser MEI:

MEI pode vender na rua?

A resposta é: depende do tipo de produto ou serviço.

Isso porque o SIMEI regulamenta a atuação dos microempreendedores e impede determinados tipos de atividades.

Veja algumas ocupações que pode ter CNPJ MEI:

  • Venda de comida em trailer e carrinhos de lanche (CNAE 5612-1/00 — Serviços ambulantes de alimentação)
  • Produção e venda de itens de decoração artesanais (CNAE 3299-0/99 — Artesão em outros materiais independente)
  • Venda de maquiagem, protetor solar e perfumes (CNAE 4772-5/00 — Comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal).

Confira a lista atualizada de atividades autorizadas para o MEI.

Como abrir um negócio para vender na rua?

Agora que você sabe o que vender na rua e já conferiu dicas para ter sucesso na atividade, vamos ensinar como abrir um negócio para atuar como ambulante.

Confira o passo a passo:

  • Escolha um produto com uma boa demanda e que exige baixo investimento
  • Identifique uma boa localização, que tenha circulação do seu público-alvo e não tenha muita concorrência
  • Comece com um estoque pequeno para testar as vendas
  • Providencie a estrutura necessária para vender, como um carrinho, uma barraca, uma mesa ou simplesmente um banquinho e um tecido no chão para expor seus produtos
  • Abra um MEI online gratuitamente para ter um CNPJ e conseguir a autorização da prefeitura para vender na rua
  • Procure a prefeitura da sua cidade para legalizar seu negócio e pagar as taxas, se necessário. Cada município tem suas regras para isso. Em São Paulo, por exemplo, os ambulantes se formalizam por meio do site Tô Legal
  • Assim que conseguir a autorização, comece a vender na rua diariamente.

Como abrir um MEI para vender na rua?

Não tenha dúvidas: formalizar o CNPJ é um passo importante para o crescimento de sua loja.

Dentre as opções empresariais, a categoria do MEI é a que mais se destaca pela reduzida burocracia e pela baixa carga de impostos.

E o melhor de tudo: leva apenas alguns minutos para abrir o CNPJ MEI.

Isso porque, além da opção do Portal do Empreendedor, você pode contar com o app MEI Fácil por Neon.

Todo o passo a passo com a MEI Fácil por Neon é simples e gratuito.

Confira:

  • Faça o download do app MEI Fácil por Neon
  • Faça o login com sua conta gov.br
  • Preencha seus dados pessoais e do empreendimento, incluindo 1 CNAE de atividade primária e até 15 de ocupação secundária;
  • Revise o preenchimento e conclua o envio.

Pronto, o CNPJ MEI será emitido automaticamente.

Fácil, não é mesmo?

Com o app MEI Fácil por Neon, você também acessa vários recursos importantes para a rotina do MEI, como o controle dos boletos DAS MEI, o preenchimento da DASN SIMEI e até a emissão de boletos-cobrança para seus clientes.

Confira as vantagens de ser MEI Fácil por Neon!

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 10

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.
Logo Neon Azul