Quero empreender, mas não tenho ideias, e agora? Vejas dicas

Quero empreender, mas não tenho ideias: confira dicas de negócio para investir e como abrir sua empresa de forma eficiente, fácil e segura.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Homem pensativo segurando computador na mão

“Quero empreender, mas não tenho ideias”: se essa frase já passou pela sua cabeça, saiba que não é um problema só seu.

Afinal de contas, o sentimento de indecisão é completamente normal para quem quer ser dono da própria empresa.

Estamos falando de milhares de possibilidades de atividades econômicas, cada uma com suas vantagens e particularidades. 

Nesse contexto, escolher com cuidado o foco do empreendimento trata-se de uma etapa fundamental para o sucesso a longo prazo do negócio. 

A seguir, explicamos tudo sobre como escolher o tipo de empresa, bem como o passo a passo para se formalizar. 

Pegue seu bloco de anotações e venha com a gente.

Quero empreender, mas não tenho ideias, por onde começar?

Roupas, acessórios, eletrônicos, serviços de consultoria, produção de conteúdo… poderíamos facilmente citar dezenas de segmentos de mercado

Nesse contexto de inúmeras possibilidades, manter a organização é fundamental para realizar boas escolhas e começar um empreendimento com o pé direito.

Isso porque seguir uma estratégia para a abertura de uma empresa evita prejuízos e retrabalhos, poupando tempo — e dinheiro.

A seguir, listamos 4 dicas de como escolher sua atividade econômica de maneira planejada.

1. Defina suas preferências

Primeira dica: nada de agir por impulso.

Calmamente, busque compreender quais são suas preferências pessoais e suas habilidades específicas.

Afinal, a paixão pelo empreendimento é um dos principais fatores motivacionais para a prosperidade empresarial. 

Por isso, seja sincero consigo mesmo e defina quais são as áreas de comércio ou prestação de serviço que de fato lhe agradam. 

Primeiro, faça uma longa lista com todas as ideias que surgirem à cabeça.

Em seguida, reflita calmamente sobre cada item, riscando as opções com as quais você não se vê trabalhando.

2. Estude o mercado

Vamos ser sinceros: nem todas as ideias serão viáveis financeiramente

Para avaliar o potencial de lucros de suas ideias de empreendimentos, é indispensável estudar o mercado e analisar a concorrência

Se o seu objetivo for abrir uma loja física, mapeie quantas empresas do ramo existem em sua cidade.

Existe oportunidade para mais uma loja ou o mercado local já está saturado?

Caso seu intuito seja empreender digitalmente, faça a mesma análise levando em conta o ambiente virtual.

Existe procura online pelos produtos que você pretende vender?

As lojas similares apresentam boas vendas nas plataformas de marketplace?

Além disso, avalie os preços praticados no mercado e calcule a estimativa de retorno financeiro que você teria com cada tipo de empresa. 

Com essas informações em mãos, você poderá escolher com mais assertividade a opção de empreendimento mais rentável.

3. Entenda seu público-alvo

Outra possível abordagem para escolher a atividade econômica é compreender melhor quem seriam seus futuros clientes.

Você possui maior afinidade com qual perfil de pessoas?

Prefere realizar atendimentos presenciais ou virtuais?

Esses detalhes podem parecer pequenos na teoria, porém fazem toda a diferença na satisfação em ter o próprio empreendimento.

Clique aqui para saber mais sobre o que é público-alvo!

4. Simplifique o que puder

Por fim, mas não menos importante: ao escolher uma função comercial, priorize a praticidade

Por exemplo, vamos supor que você decida abrir uma loja de artesanato.

Em um primeiro momento, revender produtos pode ser a escolha mais prática e vantajosa, já que você não precisará investir energia na produção dos materiais.

Quanto mais prática for sua rotina, maiores serão sua eficiência e possibilidade de lucro.

Leia também: Principais desafios de abrir seu primeiro negócio.

6 negócios para quem quer empreender e não tem ideias

Agora que você sabe como escolher o melhor tipo de empreendimento, confira a lista de 6 áreas de negócios para você se inspirar.

1. Marketing digital

No contexto da transformação digital dos negócios, o marketing digital é uma das áreas de atuação mais promissoras.

De modo geral, o profissional da área pode se especializar em:

  • Prestação de serviço como gestor de redes sociais ou gestor de tráfego pago
  • Criação de artes e ilustrações para posts e websites
  • Produção e revisão de conteúdo escrito para blogs.

2. Consultoria de imagem

Os consultores de moda auxiliam os clientes a escolher roupas e acessórios que sejam compatíveis com seus objetivos e preferências pessoais

Por meio de metodologias que levam em consideração o tipo de corpo, estilo e orçamento, os consultores ajudam seu público a se sentir mais autêntico e confiante.

Veja alguns exemplos de atuação:

  • Consultoria de moda para branding pessoal
  • Análise de coloração e estilo pessoal
  • Cursos de etiqueta profissional
  • Personal shopping.

3. Ilustrações personalizadas

Se você é designer ou artista, saiba que existe uma grande demanda por projetos de design, bem como por ilustrações personalizadas e artes para produtos. 

A prestação de serviços pode ser feita via contrato ou de maneira informal, por meio de plataformas de freelancer.

Confira ideias de como atuar nesse mercado:

  • Ilustração de animais de estimação
  • Retratos para ocasiões especiais, como para o Dia dos Namorados
  • Desenvolvimento de artes gráficas para embalagens
  • Criação de identidade visual para empresas.

4. Infoprodutos

Nos últimos anos, as plataformas de aprendizado online revolucionaram o mercado.

De cursos completos a e-books e podcasts, a possibilidade de criação de infoprodutos é imensa, abordando todos os tipos de assuntos imagináveis.

O conhecimento é normalmente compartilhado via portais seguros e protegidos contra pirataria, facilitando o crescimento do empreendedor. 

Como vender na Hotmart? Dicas para se tornar um afiliado.

5. E-commerce

Shopee, Mercado Livre, Amazon… as plataformas de marketplace movimentam bilhões de dólares todos os anos, captando grande parte das vendas de produtos atualmente.

Com um poder de alcance bem estabelecido, os portais de e-commerce facilitam para quem deseja começar a vender seus produtos sem os gastos iniciais com seu próprio website.

E vale mencionar: as plataformas permitem tanto a venda de seus próprios produtos quanto a comercialização de itens de terceiros, por meio de técnicas de dropshipping

Guia sobre como vender pela internet.

6. Franquias

Nossa última dica vai para quem não tem experiência na estruturação de uma loja.

Estamos falando das franquias, que são modelos de negócios padronizados.

Ao adquirir uma franquia, o empreendedor obtém todo o suporte e passo a passo para abrir e operar a loja.

Isso vai desde o recebimento do padrão das decorações até o modelo de treinamento dos funcionários.

Essa é uma alternativa mais segura, que já conta com a expertise de negócios que já estão atuando no mercado.

Ainda que existam franquias internacionais gigantescas, também existem alternativas menores que demandam menos investimento.

Inclusive, se o faturamento anual for menor do que R$ 81 mil, até mesmo os microempreendedores individuais (MEI) podem ter sua própria franquia.

Quer empreender? Formalize o negócio como MEI

Formalizar seu empreendimento na categoria MEI garante inúmeras vantagens em sua rotina empresarial:

E o melhor: abrir CNPJ MEI é super simples e pode ser feito pelo celular em poucos minutos com o aplicativo MEI Fácil por Neon.

Chega de dizer “Quero empreender, mas não tenho ideias”: coloque em prática nossas dicas e formalize sua empresa dos sonhos!

Veja como abrir MEI gratuitamente com a MEI Fácil por Neon.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO