Golpe da falsa central de atendimento: o que é e como evitar?

Conhece o golpe da falsa central de atendimento? Veja como funciona e como se prevenir dessa fraude em que criminosos fingem ser atendentes.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Homem segurando celular e cartão em uma mão e com a outra mão no rosto

O golpe da falsa central de atendimento continua fazendo vítimas em todo o país e gerando prejuízos financeiros incalculáveis. Se você não quer ser uma delas, precisa entender como funciona a fraude e como se proteger.

Tudo começa com uma mensagem ou ligação de um banco ou empresa que você conhece bem — daí o perigo dessa cilada.

Veja a seguir como é aplicado o golpe da falsa central de atendimento e aprenda a evitar essa farsa.

O que é o golpe da falsa central de atendimento?

O golpe da falsa central de atendimento é uma fraude em que criminosos se passam por atendentes de grandes empresas para roubar dados e dinheiro de suas vítimas.

O contato pode ser feito por diversos canais de comunicação direta, como telefone, e-mail e WhatsApp.

Geralmente, os golpistas fingem ser funcionários do banco em que a pessoa tem conta, pois assim fica fácil obter dados pessoais da vítima, acessar contas e movimentar dinheiro sem autorização.

Eles também podem se passar por atendentes de qualquer empresa da qual o consumidor comprou, uma vez que o objetivo é conseguir informações confidenciais para roubar dinheiro.

Por isso, é fundamental ficar atento a qualquer tipo de contato de centrais de atendimento, para garantir que seja uma comunicação legítima e não uma tentativa de estelionato.

Veja também dicas para evitar golpes pela internet + 7 fraudes comuns.

Como funciona o golpe da falsa central de atendimento?

O golpe da falsa central de atendimento começa com uma ligação, e-mail ou mensagem de um banco ou empresa em que você tem uma conta ou cadastro.

De modo geral, estes são os argumentos usados pelos criminosos para justificar o contato:

  • O atendente informa, em tom alarmista, que houve uma tentativa de golpe, uma transação não reconhecida ou uma clonagem do seu cartão, e então solicita dados pessoais e senhas para prosseguir com o “bloqueio” da conta ou cartão;
  • O atendente diz que houve uma falha durante uma transação realizada recentemente como um Pix ou transferência, e pede que você refaça a operação manualmente enviando o dinheiro para outra conta (no caso, a conta do criminoso);
  • O atendente diz que houve um problema na atualização do aplicativo da sua conta e solicita dados pessoais e códigos de verificação para refazer o processo (então, ele usa as informações para invadir sua conta);
  • O atendente usa a mesma desculpa da atualização do app, mas, em vez de pedir dados, envia um link de um malware disfarçado de atualização para infectar seu celular e roubar dados.

Normalmente, os criminosos miram em pessoas da terceira idade, pois se aproveitam da falta de familiaridade com a tecnologia para aplicar os golpes de central de atendimento.

Como não cair no golpe da falsa central de atendimento

O primeiro passo para não cair no golpe da falsa central de atendimento é desconfiar de qualquer contato recebido de atendentes de bancos e empresas.

Muitas vezes, esses contatos são fraudados com grande profissionalismo.

Por exemplo, as ligações têm mensagens automáticas e músicas de espera parecidas com uma URA (Unidade de Resposta Audível, ou atendente eletrônica), tornando a farsa ainda mais sofisticada.

Nos e-mails, o layout é idêntico ao da empresa verdadeira, com pequenas mudanças em endereços de e-mail que nem sempre são notadas pelos destinatários.

No WhatsApp, são usadas contas profissionais com a imagem da empresa, dificultando a identificação do golpe.

Outro ponto para ficar atento é que empresas e bancos nunca entram em contato com seus clientes de forma direta para solicitar atualizações de dados, muito menos solicitam senhas, números de cartões e códigos de verificação.

Por isso, se um funcionário pedir essas informações, encerre o contato imediatamente e procure a empresa em seus canais de atendimento oficiais para relatar o ocorrido.

Além disso, nunca baixe atualizações de aplicativos ou arquivos de links desconhecidos.

Se for solicitada uma atualização, por exemplo, vá até a loja oficial e faça o download, ignorando qualquer link enviado por terceiros.

Caí no golpe da falsa central de atendimento, e agora?

Se você caiu no golpe da falsa central de atendimento, a primeira atitude a ser tomada é comunicar a instituição financeira ou empresa sobre o ocorrido.

Caso os criminosos tenham conseguido acesso à sua conta, a organização pode agir rapidamente para bloquear a invasão. Se você ainda tiver acesso, você mesmo pode bloquear cartões e transferências, dependendo da situação.

Se os golpistas tiverem obtido seus dados pessoais e senhas, bloqueie todos os serviços financeiros e contas que possam ser acessadas por eles com essas informações.

Depois, você deve fazer um boletim de ocorrência (BO). Você pode usar o site da delegacia eletrônica do seu estado para fazer o registro do golpe e dar início a uma investigação policial.

Geralmente, as instituições financeiras apuram o ocorrido e procuram ressarcir os clientes de prejuízos financeiros causados por golpes, mas tudo depende do valor e das circunstâncias da fraude.

Outros golpes que você deve evitar

Além do golpe da falsa central de atendimento, existem outras fraudes que você precisa conhecer para se proteger.

Veja alguns exemplos:

  • Em golpes de phishing e smishing, criminosos enviam ofertas, premiações e até negociações de empréstimo por e-mail e SMS. Então, você é direcionado para um site falso para fornecer seus dados ou baixa um link contendo um vírus;
  • No golpe do WhatsApp mais comum, um criminoso invade uma conta e pede dinheiro para os contatos da pessoa como se estivesse em uma urgência;
  • No golpe do empréstimo, você recebe uma oferta de crédito irresistível, mas precisa pagar um valor específico para liberar o dinheiro na sua conta (normalmente, dizem se tratar do valor do IOF).

Golpes no Instagram: 8 dicas para evitá-los + 6 mais comuns.

Entendeu o que é o golpe da falsa central de atendimento e como evitá-lo? Veja também nosso artigo “Golpe de cartão de crédito: como ocorre e como não cair?”.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 22

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO