Capital humano: o que é, qual a importância e como desenvolver

Você sabe o que é capital humano e a importância desse conceito? Veja os benefícios e dicas práticas para aprimorar no seu negócio.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Pessoas trabalhando em escritório

Ainda que o termo possa causar alguma estranheza, o conceito de capital humano é extremamente importante para o planejamento de contratações estratégicas.

Proposto pelo economista Theodore Schultz, a expressão capital humano está associada à somatória de competências e habilidades individuais que os colaboradores movimentam no ambiente de trabalho.

Nesse contexto, investir na capacitação dos recursos humanos promove o crescimento financeiro das empresas e elevam o potencial de competitividade das organizações frente aos concorrentes.

Continue lendo para saber tudo sobre capital humano: as definições, a importância e muitas dicas práticas.

O que é capital humano?

Capital humano é um conceito referente ao conjunto de habilidades, experiências e conhecimentos acumulados pelos integrantes de determinado grupo. 

Estamos falando de um termo muito presente nas políticas de gestão organizacional, uma vez que o desenvolvimento do capital humano é indispensável para a ampliação da competitividade das empresas. 

As abordagens de gestão de capital humano passaram por diversas reformulações e reinterpretações desde a criação do conceito, na década de 1950, por Theodore Schultz, professor laureado com o Prêmio Nobel de Economia.

Existem variadas propostas para avaliar o capital humano e estabelecer escalas de mensuração.

Atualmente, os departamentos de recursos humanos podem optar pela vertente que mais se adequa ao perfil de seus funcionários.

De maneira geral, os fatores mais relevantes na análise do capital humano são:

  • Grau de escolaridade e nível de especialização acadêmica
  • Tempo de experiência na área de atuação
  • Notas das avaliações de desempenho
  • Proporção de entregas dentro do prazo.

Os estudos do capital humano devem ser feitos com frequência, de modo que o departamento de RH consiga acompanhar realisticamente a evolução das equipes e quantificar os impactos benéficos dos investimentos realizados.

A seguir, explicamos como equipes altamente capacitadas são importantes para o crescimento organizacional.

Qual a importância do capital humano para uma empresa?

Funciona assim: quanto mais qualificados forem os colaboradores, maior será a produtividade e o potencial de crescimento da empresa.

Por isso, inúmeros especialistas consideram o capital humano o ativo mais valioso para o sucesso nos negócios. 

Confira alguns exemplos da importância de equipes talentosas:

  • Desenvolvimento de soluções com excelência dentro do prazo, ampliando as perspectivas de faturamento
  • Criação de produtos e serviços disruptivos, de modo a conquistar novos clientes e expandir a participação no mercado
  • Melhor gestão de crise, uma vez que as tomadas de decisão são realizadas de maneira mais consciente e estratégica
  • Fortalecimento da imagem da empresa como empregadora, em decorrência da retenção dos melhores talentos.

Vale ressaltar que o gerenciamento de todo esse potencial humano requer firmes políticas de gestão para que o clima organizacional mantenha-se saudável e estimulante. 

A seguir, explicamos como as estratégias de gestão facilitam um ambiente de trabalho propício ao desenvolvimento da empresa.

Quais os benefícios de uma boa gestão do capital humano?

A boa gestão do capital humano é imprescindível para o retorno dos investimentos

Vamos imaginar a cena: na busca por produzir biscoitos de maior qualidade, um cozinheiro compra a melhor e mais moderna máquina de biscoitos.

No entanto, ao receber o equipamento, nota-se que a voltagem não é compatível com a do local, as formas não vieram junto e o cozinheiro não tem nem ideia de como montar a máquina.

Complicado, não é mesmo?

É mais ou menos o que acontece quando uma empresa contrata excelentes profissionais, mas não sabe fazer uma boa gestão de recursos humanos.

O capital humano requer o fornecimento de infraestrutura adequada, treinamentos de onboarding, adequadas avaliações de desempenho e constante diálogo com os colaboradores.

Em outras palavras, a boa gestão é necessária para que as equipes de fato coloquem em prática todo seu conhecimento de maneira produtiva.

Como desenvolver o capital humano da empresa?

Em primeiro lugar, é preciso muito planejamento para desenvolver o capital humano a longo prazo. 

Estude as diferentes abordagens de medir capital humano para compreender quais são os setores que demandam o reforço de capacitação.

Uma vez que você identificar quais equipes deverão ser desenvolvidas, coloque em prática as 3 dicas que listamos a seguir.

Atraia novos talentos

A contratação estratégica dos melhores profissionais do mercado certamente fortalece o capital humano da empresa.

Para que as vagas de trabalho sejam disputadas por excelentes candidatos, recomenda-se:

  • Investir em marketing de mídias sociais, para consolidar a imagem organizacional e alcançar os possíveis novos talentos
  • Oferecer bons planos de carreira, de forma a chamar a atenção de quem busca o crescimento profissional
  • Consolidar a cultura organizacional, de modo a promover ambientes de trabalho seguros, estáveis e motivantes.

Estimule o aprendizado contínuo

Ainda que sejam contratados colaboradores já com alto padrão de habilidades, a aquisição de novos conhecimentos deve ser continuamente estimulada pelos gestores

Afinal, em tempos de transformação digital e rápida evolução de ferramentas, os colaboradores precisam constantemente estudar para manter-se devidamente atualizados.  

Veja algumas formas da empresa amparar os funcionários nessa jornada:

  • Bolsas de estudos de graduação e pós-graduação
  • Descontos em escolas de idiomas
  • Treinamentos internos e externos com especialistas renomados
  • Participação em conferências e eventos importantes de mercado.

Invista no bem-estar dos funcionários

Por fim, devemos enfatizar que a qualidade de vida dos colaboradores está diretamente ligada à permanência na vaga de trabalho – e consequente taxa de retenção de talentos.

Promover a saúde e bem-estar dos funcionários é investir no futuro da empresa.

Existem diversas formas de cuidar dos trabalhadores, sendo que os programas de benefícios corporativos flexíveis certamente se destacam como uma das melhores alternativas.

Dentre as possibilidades de benefícios, ficam em evidência as opções que aliviam uma das maiores preocupações dos brasileiros: os problemas com o mau gerenciamento do dinheiro. 

Muitas empresas oferecem atualmente sessões de aconselhamento e educação financeira para seus colaboradores, para reduzir as preocupações com dívidas e faturas descontroladas.

Saiba mais sobre educação financeira e seus impactos positivos.

Benefícios financeiros valorizam o capital humano

Como mencionamos, zelar pelas finanças pessoais dos colaboradores é uma forma de promover a tranquilidade necessária ao bom rendimento profissional.

Levando em consideração a delicadeza do assunto, o aconselhamento deve ser obrigatoriamente conduzido por consultores confiáveis.

É por isso que a Neon pode ser sua grande aliada: por meio de um portfólio completo de consultoria, nossos especialistas acalmam e orientam financeiramente seus funcionários de maneira exemplar. 

Quer valorizar o capital humano de sua empresa? Não tem segredo: venha para a Neon Benefícios!

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.
NEON LOGO
Minutos
Segundos