Rotatividade de funcionários: como calcular e dicas para diminuir

Você sabe o que é rotatividade de funcionários e quais os seus impactos negativos? Entenda as causas e como reverter o turnover alto.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Emojis brancos tristes enfileirados com um emoji feliz amarelo em destaque

Os dados assustam: segundo pesquisas da empresa de consultoria Robert Half, o Brasil é o país com a maior taxa de rotatividade de funcionários.

Com um aumento de 56% do turnover, o cenário nacional é um alerta para as empresas repensarem suas estratégias de gestão e políticas de benefícios, enfim, a qualidade de vida no trabalho oferecida aos colaboradores.

Por isso, elaboramos o guia completo sobre o assunto.

Leia até o fim para saber o que é rotatividade, quais os impactos negativos, como reverter o turnover alto e muito mais.

O que é rotatividade de funcionários?

A rotatividade de funcionários é um conceito da área de Recursos Humanos usado para se referir ao fluxo de desligamentos e contratações de uma empresa.

Funciona como um indicativo da proporção de novos funcionários em uma equipe de trabalho.

O turnover em níveis adequados é importante para garantir a chegada de profissionais com novas ideias e conhecimentos técnicos.

Isso torna o ambiente de trabalho mais dinâmico, flexível e atualizado sobre as tendências adotadas por outras empresas.

No entanto, a situação fica complicada quando a rotatividade sobe para patamares muito elevados.

Afinal, um cenário em que os profissionais “não param” nos cargos é um alerta vermelho de que algum problema sério está acontecendo.

Qual o problema da rotatividade de funcionários?

Alta rotatividade de funcionários prejudica diretamente o bolso da empresa e pode levar a prejuízos consideráveis.

Sempre que um novo funcionário é contratado, a empresa precisa:

  • Fazer o onboarding (adaptação do novo colaborador);
  • Dar treinamentos básicos;
  • Explicar os fluxos administrativos;
  • Instruir sobre a cultura organizacional e outras práticas.

Além disso, o colaborador levará certo tempo para se acostumar ao novo contexto de trabalho e atingir sua melhor produtividade.

Em outras palavras, existe um custo elevado de se contratar um novo colaborador, com valores refletidos na folha de pagamento.

Se esses procedimentos acontecem em uma frequência exagerada, a empresa acaba por sentir os impactos em seu orçamento.

Vale mencionar também que um dos impactos do alto índice de turnover é a imagem negativa da empresa no mercado, que pode ficar mal vista por parte dos investidores e também dos talentos que você gostaria de atrair.

Como calcular a rotatividade de funcionários?

A rotatividade de funcionários pode ser calculada com seguinte fórmula:

Turnover = [(admissões – desligamentos) / 2] / número de funcionários x  100

As contas podem ser feitas para avaliar a rotatividade da empresa como um todo e também dos setores individuais.

O máximo de turnover aceitável costuma ficar na faixa de 5% a 10%, a depender das características específicas da empresa.

Caso a rotatividade de funcionários esteja acima desses valores, é hora de identificar os pontos a serem melhorados.

O que causa a alta rotatividade de funcionários?

Quando o nível de turnover de funcionários está muito alto, normalmente a empresa não está conseguindo suprir as necessidades e expectativas dos funcionários. 

Seja em aspectos financeiros ou mesmo relacionais, os colaboradores se sentem desmotivados a ponto de procurarem outro emprego. 

Conforme pesquisas recentes, os principais motivos para alguém sair do trabalho são:

  • Problemas com o chefe;
  • Falta de apoio da liderança;
  • Falta de reconhecimento;
  • Busca por horários mais flexíveis;
  • Busca por uma rotina mais equilibrada e saudável;
  • Necessidade de melhores salários por conta de problemas financeiros.

Além disso, questões de saúde mental, como síndrome de burnout, impulsionam cada vez mais as demissões voluntárias para sair de culturas corporativas tóxicas.

Em termos estatísticos, 6,4 milhões de brasileiros pediram demissão entre julho de 2021 e julho de 2022, o equivalente a 32% do total de desligamentos no período.

O movimento atípico de demissão voluntária não fica restrito ao Brasil, por mais que os números sejam impactantes.

Frente aos altos índices de turnover nos Estados Unidos e países europeus, os estudiosos da área de recursos humanos batizaram a busca de melhores oportunidades profissionais como “a grande renúncia”.

Como resolver a alta rotatividade de funcionários?

Não tem jeito: para reduzir o turnover, é preciso primeiro compreender os motivos dos funcionários saírem da empresa.

Para isso, você pode fazer entrevistas de desligamento e disparar pesquisas ao longo dos meses para entender a satisfação de cada um com a empresa, seus liderados e seu próprio trabalho. 

Esses insights podem ser valiosos para ajustar o holerite e oferecer benefícios mais adequados.

Uma vez feito o mapeamento, algumas soluções podem ser empregadas estrategicamente:

  • Programas de vantagens corporativas adequadas ao perfil da empresa, como vale-cultura e programas de consultoria para bem-estar financeiro;
  • Flexibilidade de horário;
  • Ajustes salariais para a faixa correta dos cargos;
  • Programas de metas para promoções;
  • Incentivo ao bom relacionamento entre superiores e funcionários;
  • Políticas de combate ao abuso de poder;
  • Valorização do trabalho de todas as equipes, sem distinções;
  • Criação de uma política de transparência, incentivando o feedback dos funcionários.

Todas essas medidas contribuem para a abordagem de gestão conhecida como Total Experience, a “experiência total”.

Esse conceito está relacionado à promoção de uma boa experiência para todas as pessoas conectadas a uma empresa, desde o fornecedor até o cliente final.

Portanto, faz parte da TX garantir o chamado salário emocional, que é o conjunto de fatores afetivos e motivacionais que estimulam o colaborador a realizar um bom trabalho e se manter na empresa.  

Como você pode ver, o trabalho para reverter um quadro de turnover alto exige muito planejamento e organização.

Identifique as falhas a serem corrigidas e coloque em prática nossas dicas de gestão de recursos humanos.

Agora que você sabe tudo sobre rotatividade de funcionários, que tal aprender sobre os indicadores de produtividade e as grandes tendências do mundo corporativo?

Continue acompanhando os conteúdos do blog Neon.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 8

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.
Logo Neon Azul