O código de segurança do cartão é mais um recurso que protege suas compras feitas à distância.

Ele funciona como um substituto da senha para transações realizadas pela internet e pelo telefone, garantindo a autenticidade da operação.

Entretanto, você precisa tomar alguns cuidados para o código cumprir seu papel de proteger seu cartão.

Continue lendo e saiba quando você deve passar o código de segurança do seu cartão.

O que é código de segurança do cartão de crédito?

O código de segurança do cartão de crédito é um recurso utilizado para validar transações feitas com esse meio de pagamento.

Na prática, é um código de três ou quatro dígitos que vem impresso na parte de trás do cartão.

Toda vez que você vai realizar uma operação com o cartão de crédito que não envolve uma maquininha, como uma compra online, esse código de segurança é solicitado para a conclusão da transação.

Dessa forma, ele substitui o uso da senha em pagamentos à distância, aumentando a segurança do consumidor e impedindo que pessoas não autorizadas façam compras em seu nome.

A sequência do código é definida por algoritmos aleatoriamente, de forma que cada combinação é única e protege a autenticidade do cartão de crédito.

Outra característica do código de segurança é que ele é sempre impresso, de modo a chamar menos atenção do que os dados em alto-relevo.

E o que é CVV?

CVV é a sigla para “Card Verification Value”, ou “Valor de Verificação do Cartão”, em português — a forma mais comum de chamar o código de segurança no mercado.

Além dessa, existem outras nomenclaturas possíveis, tais como:

  • CVC:Card Verification Code”, ou “Código Verificador de Cartão”;
  • CID: Card ID”, ou “Identificador de Cartão”;
  • V CODE:Verification Code”, ou “Código Verificador”;
  • CVVC:Card Verification Value Code”, ou “Código de Valor Verificador de Cartão”;
  • CVD:Card Verification Data”, ou “Dado de Verificação de Cartão”.

Onde fica o código de segurança do cartão?

O código de segurança do cartão de crédito fica impresso no verso, próximo a outras informações importantes.

Ele pode estar localizado ao lado do número da agência e conta bancária, ao lado da validade, abaixo da tarja magnética, entre outros locais, dependendo dos padrões da operadora.

Para que serve o código de segurança no cartão?

O código de segurança do cartão serve para autenticar operações e tornar as compras com esse meio de pagamento mais seguras.

No caso, ele é usado em todas as transações que não são presenciais, como compras online e pelo telefone.

Como não é possível digitar uma senha nesse tipo de operação, o código de segurança se torna indispensável para garantir a autenticidade da compra.

Assim, somente quem estiver com o cartão de crédito em mãos poderá concluir o pagamento.

Quando usar o código de segurança do cartão?

O código de segurança do cartão de crédito deverá ser usado em todas as transações não presenciais realizadas com esse meio de pagamento.

Por exemplo, quando você faz uma compra online, precisa informar os seguintes dados para pagar com cartão de crédito:

  • Bandeira do cartão (ex.: Visa ou Mastercard);
  • Número do cartão;
  • Data de validade;
  • Nome e CPF do titular;
  • Número de parcelas;
  • Código de segurança.

Todas essas informações são digitadas na página de checkout (finalização da compra) do site escolhido.

Desta forma, é possível concluir o pagamento online, mesmo sem digitar a senha ou inserir o cartão em uma maquininha.

Outra situação em que é necessário informar o código de segurança é nas compras por telefone, nas quais são solicitados os mesmos dados acima — só que por voz.

Atendente pode pedir código de segurança do cartão?

Sim, o atendente pode pedir o código de segurança do cartão de crédito, desde que seja uma compra feita pelo cliente.

No entanto, é preciso tomar muito cuidado ao informar o código, pois existem muitos golpes por telefone e internet nos quais os criminosos se passam por atendentes de empresas.

Por isso, certifique-se de que está mesmo falando na central de atendimento da empresa ou em uma página segura antes de fornecer essa informação.

Além disso, as próprias operadoras de cartões podem solicitar o código por telefone ou chat em alguns tipos de procedimentos solicitados na central de atendimento.

A Credicard, por exemplo, cita no Reclame Aqui que é necessário informar o código de segurança do cartão de crédito para confirmar descontos na anuidade e trocas de cartão.

Veja aqui dicas para evitar golpes pela internet e quais são as fraudes mais comuns.

6 dicas e cuidados com o código CVV do cartão

Agora que você sabe o que é código de segurança de cartão de crédito, é importante ver como usar esse recurso da forma correta.

Confira algumas dicas para cuidar bem do seu cartão.

1. Nunca passe seu código para terceiros

A primeira dica que você deve levar para a vida é nunca passar seu código de segurança para terceiros.

No caso, o que as pessoas costumam fazer é fornecer todos os dados do cartão de crédito por mensagem para parentes e amigos fazerem compras.

Contudo, não é recomendado emprestar esse meio de pagamento para ninguém, pois você pode acabar assumindo dívidas que não são suas e até mesmo ficar com o nome sujo.

Leia também: Por que não emprestar cartão de crédito para terceiros?

Além disso, quando você fornece o código de segurança e os dados do cartão, qualquer pessoa que tenha acesso a esses dados podefazer compras em seu nome.

Já imaginou se você passar essas informações por WhatsApp para alguém de confiança, mas a conta dessa pessoa for invadida por criminosos?

Em uma situação como essa, seu cartão poderá ser usado por golpistas, pois é difícil ter controle sobre o vazamento de dados na internet.

Veja se o WhatsApp é seguro e confira como se proteger de golpes em pagamentos.

Por isso, é melhor levar a sério a regra de nunca fornecer os dados do seu cartão e o código de segurança para terceiros.

2. Tome cuidado ao fornecer seu CVV

Se você precisa fornecer o código de segurança do cartão para finalizar uma compra online ou pelo telefone, redobre a atenção.

Se for pelo telefone, só informe o dado se tiver certeza de que está falando com a central de vendas da empresa.

É importante que você mesmo telefone para o número informado no site, pois os golpistas costumam ligar para os consumidores se passando por atendentes e vendedores — e eles são muito convincentes, reproduzindo até mensagens de espera idênticas às da empresa, por exemplo.

Se for uma compra pela internet, feita por um chat, por exemplo, verifique a autenticidade da página e confira se ela faz parte do site oficial da empresa.

Prefira comprar somente em sites confiáveis, onde você consegue ver o cadeado na barra de endereço da página de pagamento.

Aqui explicamos como comprar com cartão de crédito pela internet de forma segura.

3. Não memorize dados de cartões em sites

Muitos sites de vendas oferecem a opção de memorizar os dados do cartão de crédito para uma próxima compra. Nesse caso, o código de segurança é o único que não pode ser memorizado.

Mesmo assim, é melhor evitar salvar os dados do seu cartão em sites, pois nunca se sabe se uma conta será invadida no futuro.

4. Não deixe o CVV visível

Como vimos, o CVV vem impresso no verso do cartão. Logo, qualquer pessoa que veja seu cartão de crédito pode memorizar esse número — ou até mesmo fotografá-lo, dependendo da situação.

Para evitar problemas, é melhor manter o verso do cartãosempre oculto e nunca permitir que alguém o veja nos estabelecimentos.

5. Se preferir, apague o CVV

Muitas pessoas optam por memorizar o CVV ou registrá-lo em outro lugar, para então apagá-lo do verso do cartão.

Para isso, você pode salvar o código em anotações pessoais protegidas por senha ou gerenciadores de senhas, por exemplo. Depois é só raspar a numeração do verso do cartão para evitar que fique disponível.

Só tome cuidado para não se esquecer do seu código, ou você terá que pedir uma segunda via do seu cartão de crédito para recuperá-lo.

6. Priorize o cartão virtual

Por fim, uma ótima maneira de proteger seu cartão de crédito é preferir a versão virtual nas compras online e pelo telefone.

O cartão virtual Neon é um cartão que existe somente no meio digital, ou seja, não pode ser usado no supermercado, por exemplo, mas tem as mesmas funções do cartão físico.

A diferença é que ele tem numeração e código de segurança próprios, e pode ser bloqueado e desbloqueado instantaneamente sempre que você quiser.

Dessa forma, é mais seguro usar esse cartão para as compras online e mantê-lo bloqueado quando você não estiver usando.

Além disso, com o cartão virtual Neon você só precisa copiar os dados e o código mostrados no aplicativo para fazer suas compras online de forma segura e em instantes.

Banner com cta para solicitar cartão virtual Neon

Saiba mais sobre como usar o seu cartão virtual Neon em compras online.

Entendeu o que é código de segurança do cartão e como usá-lo com segurança? Aproveite mais essa dica da Neon na sua vida financeira e continue nos acompanhando.

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Conheça a Neon e todos os produtos que esperam por você aqui.