Como fazer um seguro de celular? Entenda a cobertura

Será que vale a pena fazer um seguro de celular? Veja como funciona, conheça os tipos de cobertura e avalie a contratação.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Mão segurando celular com símbolo de segurança na tela

Contratar um seguro de celular pode ser o que você precisa para aproveitar seu aparelho com o máximo de tranquilidade. Trata-se de uma proteção extra contra roubos ou acidentes envolvendo seu smartphone.

Muita gente até já ouviu falar sobre o serviço, mas tem dúvidas se vale a pena por razões de custo ou por não entender bem como funciona. Se é o seu caso, este conteúdo vai ajudar.

Preparamos um material que vai esclarecer as principais questões sobre o seguro de celular, incluindo as diferentes coberturas que podem ser contratadas.

Acompanhe até o final e fique informado.

O que é seguro de celular?

O seguro de celular é um contrato que garante indenizações e serviços essenciais para proteger seu patrimônio. No caso, seu dispositivo móvel.

Entre os tipos de seguro, ele é definido como uma proteção de bens pessoais, tal qual o seguro residencial e o automotivo, por exemplo.

O que todos os produtos dentro dessa modalidade têm em comum é o objetivo: proteger um item de alto valor investido.

E, no caso do seguro de celular, a ideia é oferecer coberturas contra as ameaças mais comuns sobre o aparelho, como vamos ver ainda neste texto.

Como funciona o seguro de celular?

Quando falamos de seguros, de maneira geral, existem três conceitos-chave para a compreensão do funcionamento desse tipo de contrato: prêmio, indenização e franquia. E isso vale também para o seguro de celular.

Veja:

  • Prêmio: é o valor pago pelo segurado (mensalidade/pagamento recorrente) para a seguradora para receber a proteção contratada no plano;
  • Indenização: é o valor que o segurado recebe da seguradora em caso de sinistro (acidente ou outra situação prevista em contrato). O prazo para o recebimento da indenização está presente na apólice e, normalmente, é de até 30 dias;
  • Franquia: parte do prejuízo que o segurado pode vir a pagar, caso o valor previsto para indenização seja menor que o custo total do reparo, por exemplo.

O que cobre o seguro de celular?

Quanto aos tipos de cobertura, um seguro de celular é bastante abrangente. Seu aparelho sofreu uma queda acidental? Foi furtado ou roubado? Ou, ainda, teve algum tipo de dano elétrico durante a recarga da bateria?

Ao contratar um seguro para o seu dispositivo móvel, você poderá estar protegido contra essas situações.

Veja como cada uma delas é definida:

  • Roubo: quando a vítima sofre ameaça ou violência física para entregar o aparelho;
  • Furto qualificado: quando o criminoso quebra alguma barreira física para cometer o furto, como arrombar um armário ou abrir um bolsa;
  • Queda acidental: inclui não apenas quedas ou colisões, mas também curto-circuito, derramamento de líquidos e imersão do aparelho;
  • Cobertura completa: costuma reunir todas as situações anteriores e, por consequência, tende a ter um prêmio mais alto.

Quanto custa um seguro de celular?

O custo de um seguro de celular varia bastante de acordo com a proteção contratada.

Você pode encontrar no mercado desde valores muito baixos (por volta de R$ 10 mensais) até investimentos mais robustos (ultrapassando os R$ 150 mensais).

Como fazer um seguro de celular?

Assim como acontece com a compra ou contratação de qualquer produto ou serviço, o primeiro passo para você fazer um seguro de celular é pesquisar pelas opções disponíveis no mercado.

Nessa hora, procure dar preferência a marcas conhecidas. Vale consultar empresas licenciadas na Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Encontrou a seguradora ideal? Agora, é a hora de escolher a cobertura que mais se adequa às suas necessidades. Algumas empresas oferecem a praticidade de personalizar a sua apólice. Ou seja, você pode acrescentar quais situações deseja estar protegido.

É claro que se você deseja uma maior abrangência, a apólice completa, que ampara tanto em casos de roubo/furto qualificado quanto de queda acidental, é a mais indicada.

Vale ressaltar que, independentemente da sua escolha, as coberturas de seguro para celular costumam expirar em 12 meses após a compra do aparelho.

Quais as vantagens de fazer um seguro de celular?

Ninguém contrata um seguro querendo, de fato, usá-lo. Mas como diz aquele ditado: prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

Isso não quer dizer que você deva diminuir os cuidados com seu aparelho, apenas que é importante se precaver em determinadas situações.

Ainda em dúvida se o seguro de celular é a opção ideal para você? Então, confira as vantagens desse tipo de contrato, veja se o seu perfil se encaixa nos citados e reflita uma vez mais.

Seu celular, seu trabalho

Em um mundo cada vez mais conectado, o celular é quase como uma extensão dos nossos corpos, funcionando como um escritório mobile.

Agora, imagine ter que investir em um modelo novo depois que o recém comprado mergulhou na piscina ou caiu e quebrou a tela?

Cuidado com o ambiente externo

Você sabia que o Brasil é o segundo país do mundo com maior incidência de roubos de dispositivos móveis.

Cerca de 25% dos brasileiros já passaram por uma situação assim, segundo levantamento da F-Secure.

Seguro também é economizar

Os smartphones mais modernos estão cada vez mais caros, custando alguns milhares de reais. Além disso, esses modelos acabam sendo os mais visados pelos criminosos.

Ao contratar um seguro de celular, você vai pagar, em média, um prêmio de 10% a 15% do valor total do aparelho ao longo de um ano.

Ou seja, uma quantia irrisória se comparada com o preço total do dispositivo.

Assistência 24h

Diversas coberturas de seguro de celular contam com um serviço de assistência 24h.

A facilidade é ideal para aqueles usuários que não vivem sem seu smartphone e buscam praticidade no atendimento.

Muitas vezes, esse suporte é online, tornando todo o processo ainda menos burocrático.

Com ou sem seguro, cuide do seu celular!

Com tudo o que vimos ao longo do texto, parece que o um seguro de celular é uma boa alternativa para proteger o seu dispositivo móvel, não é mesmo?

Mas isso não libera você de também fazer a sua parte para reduzir as chances de problemas.

Vamos a algumas dicas, então:

  • Coloque películas e capas protetoras;
  • Verifique a profundidade e o tempo que o aparelho suporta submerso;
  • Siga as orientações do manual do fabricante para o manuseio e carregamento do dispositivo;
  • Prefira acessórios originais da marca;
  • Ao usar seu celular fora de casa, fique sempre atento às movimentações à sua volta.

Gostou do artigo? Continue acompanhando os conteúdos do blog Neon para mais dicas financeiras.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 8

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO