O que são ações? Tire suas dúvidas e comece a investir

Saber o que são ações é essencial para investir na bolsa de valores. Confira tudo sobre esses ativos e veja se valem a pena para você.
6 minutos de leitura
6 minutos de leitura
Cubo de madeira com porcentagem e cubo de madeira com setas para cima, ambos sobre fundo azul

Você sabe o que são ações e por que elas são tão importantes para o mercado financeiro? Hoje 10% da população brasileira investe ou já investiu nesses ativos, conforme levantamento da B3.

Por isso, é importante conhecer o mercado de ações e aprender a investir na bolsa de valores, se for compatível com o seu perfil de investidor.

Gostou da ideia?

Então, continue lendo para saber o que são ações, como funcionam e se valem a pena.

O que são ações?

Ações são títulos que representam uma fração do capital social de uma empresa.

São como “pedacinhos” do patrimônio da empresa que, quando adquiridos, dão ao investidor o direito de participação sobre os resultados financeiros do negócio.

Dessa forma, quando você compra uma ação, se torna sócio da empresa junto a centenas ou milhares de outras pessoas.

A partir daí, você pode ganhar dinheiro com a valorização da empresa e com a distribuição de lucros, se os resultados forem favoráveis e o preço do papel subir (as ações também são chamadas de “papéis”).

Por outro lado, se o negócio não estiver indo tão bem ou o cenário não for positivo, o preço das ações cai e o investidor pode sair no prejuízo, ainda que temporariamente.

Por isso, é preciso conhecer bem o mercado de ações e seu “sobe-e-desce” antes de se aventurar na bolsa de valores.

Como funcionam as ações?

As ações são títulos de propriedade, ou seja, documentos que atestam que você é dono daquele pedaço do capital da empresa.

Elas são comercializadas na bolsa de valores, B3 (Bolsa Brasil Balcão), junto a outros ativos financeiros como opções e cotas de fundos de investimentos. Tradicionalmente, são vendidas em lotes de 100 unidades — para adquirir menos do que isso é preciso comprar ações fracionadas.

Assim, os investidores podem comprar e vender seus papéis livremente durante o horário de negociação do pregão eletrônico da bolsa (de segunda a sexta, das 10h às 17h55).

O acesso e as negociações são feitos pela internet por meio de um software chamado home broker disponibilizado pelas corretoras de valores.

Existem duas formas de ganhar dinheiro com ações:

  • Ganhos de capital: é quando a ação sobe e você consegue vendê-la na bolsa por um preço maior do que pagou, ficando com o lucro;
  • Proventos: é quando o investidor ganha uma remuneração variável de acordo com os resultados da empresa, na forma de dividendos, juros sobre capital próprio e bonificações.

Como os resultados das ações são imprevisíveis, elas são classificadas como ativos de renda variável.

Nessa categoria, ficam os investimentos que não têm sua rentabilidade conhecida no momento da aplicação, ao contrário da renda fixa, onde o retorno é previsível.

Ou seja: os resultados podem ser positivos ou negativos, e o investidor deve acompanhar o movimento dos papéis para tomar suas decisões — isso porque o preço das ações é determinado pela oferta e demanda do mercado.

Então, se muitos investidores estão comprando uma ação, o preço tende a subir, e, se muitos estão vendendo, o preço tende a cair.

Quais são os tipos de ações?

Existem dois principais tipos de ações negociadas na bolsa de valores: as ações ordinárias e as preferenciais.

Conheça cada uma delas a seguir.

O que são ações ordinárias?

Ações ordinárias (ON) são aquelas que dão ao acionista o direito ao voto em assembleia e participação nas decisões da empresa, de acordo com o número de papéis que ele possui.

Elas permitem que os grandes acionistas tenham influência no negócio, mas não fazem tanta diferença para os pequenos investidores.

Na bolsa de valores, essas ações são identificadas pelo número 3 no final do código, como em CIEL3 (Cielo) e MGLU3 (Magazine Luiza).

O que são ações preferenciais?

Ações preferenciais (PN) são aquelas que dão preferência ao acionista na hora de receber remunerações concedidas pela empresa, como a distribuição de lucros.

Assim, o acionista preferencial tem prioridade para receber dividendos e bonificações, por exemplo. As preferenciais são as ações mais negociadas na bolsa de valores, já que despertam maior interesse, especialmente para investidores menores.

De modo geral, os papéis desse tipo são identificados pelo número 4 ao final do código da ação, como em PETR4 (Petrobras) e ITUB4 (Itaú).

O que são dividendos de ações?

Dividendos são uma parcela do lucro das empresas distribuída aos acionistas. Geralmente, esse pagamento é feito em dinheiro diretamente na conta do investidor.

A maioria das empresas listadas na B3 adota a prática de distribuir 25% do lucro líquido aos acionistas, de modo a atrair investidores. No entanto, não há garantia de que a empresa continuará pagando dividendos, dependendo da situação econômica.

Por isso, muitos investidores buscam ações que já têm um bom histórico de pagamento de proventos, principalmente aqueles que desejam obter rendimentos contínuos.

Vale a pena investir em ações?

Depende dos seus objetivos, do seu conhecimento sobre o mercado financeiro e do seu perfil de investidor.

Para começar, as ações são ativos de renda variável, logo, apresentam um risco bem mais alto do que os produtos de renda fixa.

Os preços podem subir e gerar ganhos muito acima da média, mas também podem cair e ficar muito tempo no vermelho — basta olhar para os gráficos das ações para entender que é uma montanha-russa.

Por isso, esse tipo de ativo é recomendado para investidores de perfil moderado a arrojado, sendo que, quanto mais avesso ao risco for o investidor, menor deve ser o percentual do patrimônio aplicado em ações.

Vamos relembrar os perfis de investidor:

  • Conservador: investe principalmente em renda fixa, buscando segurança e ganhos menores a longo prazo para a proteção de patrimônio;
  • Moderado: procura equilibrar risco, liquidez e rentabilidade, investindo a maior parte em renda fixa e se arriscando em alguns produtos de renda variável;
  • Arrojado: é o investidor disposto a tomar riscos para conseguir ganhos acima da média, com mais de 40% do patrimônio alocado na renda variável.

Veja aqui mais detalhes sobre os diferentes perfis de investidor.

Então, se você tem perfil mais arrojado e experiência com renda variável, com certeza vale a pena investir em ações para ter ganhos superiores a longo prazo. No entanto, é preciso ter controle emocional para não sucumbir às baixas e acabar tendo prejuízo.

Dicas para reduzir o risco ao investir em ações

Existe uma máxima no mercado financeiro: “Nunca colocar todos os ovos na mesma cesta”.

Isso significa que você precisa diversificar sua carteira de investimentos para reduzir os riscos associados aos ativos.

Desse modo, se o preço de um ativo cai, existem outros ativos com resultado positivo que podem compensar essa perda.

No caso das ações, você tem algumas opções para diversificar seu portfólio e reduzir os riscos:

  • Aplicar em diversas ações de segmentos diferentes (ex.: ações de varejo, estatais, small caps, etc.);
  • Aplicar em fundos de ações que funcionam como condomínios em que vários investidores aplicam em um portfólio diversificado. Nesse caso, um gestor profissional escolhe os ativos, poupando o trabalho do investidor;
  • Investir em ETFs: os chamados “fundos de índice” são aqueles que “espelham” um índice de referência. No caso das ações, é possível investir em fundos do Ibovespa (o principal índice de ações da bolsa).

Como encontrar as melhores ações?

Existem várias estratégias para encontrar as melhores ações no mercado e uma das mais conhecidas é a análise fundamentalista, usada por grandes investidores como Warren Buffett.

Nessa estratégia, você escolhe ações com base nos fundamentos da empresa, analisando fatores como lucratividade, qualidade da gestão, governança, etc.

Assim, consegue investir em ações sólidas que tendem a trazer ótimos retornos a longo prazo — acima de 5 anos, que fique claro.

A partir dessa análise, muitos investidores usam a tática de buy and hold, que consiste em segurar os papéis pelo máximo de tempo possível.

Como investir em ações?

Agora que você sabe o que são ações, já pode começar a investir nesses ativos.

É só seguir os passos abaixo:

  1. Abra uma conta em uma corretora de valores;
  2. Transfira o dinheiro que será investido em ações para a conta da corretora;
  3. Utilize o sistema home broker da corretora para acessar a bolsa de valores;
  4. Escolha as ações que você quer comprar;
  5. Emita uma ordem de compra no sistema;
  6. Aguarde a execução da ordem (no mesmo pregão) e a liquidação na sua conta (em dois dias úteis);
  7. Pronto! Você já tem ações em seu nome e pode negociá-las.

Lembrando que é fundamental ter uma reserva de emergência aplicada em um investimento de renda fixa e de baixo risco antes de ir para a renda variável.

Como declarar ações no imposto de renda?

Se você vender até R$ 20 mil em ações, não precisa pagar imposto, mas deve declarar o valor no IRPF.

Se passar de R$ 20 mil, deve pagar 15% sobre os ganhos obtidos para operações que não são feitas no mesmo dia (ex.: comprou hoje e vendeu na outra semana) e 20% para operações feitas no mesmo dia (ex.: comprou e vendeu ações no mesmo pregão).

Para declarar valores acima de R$ 20 mil, siga os passos abaixo:

  • Acesse o programa do IRPF;
  • Na ficha “Bens e Direitos”, escolha “31 – Ações (inclusive as provenientes de linha telefônica)”;
  • Informe o CNPJ da empresa da qual você comprou a ação e os valores.

Se você vendeu abaixo de R$ 20 mil, use a opção “Rendimentos isentos e não tributáveis” > “20 – Ganhos líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em Bolsas de Valores nas alienações realizadas até R$ 20 mil”.

Entendeu o que são ações e como negociá-las? Aproveite e veja como começar a investir dinheiro e ter sucesso na estratégia.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 12

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO