Volta às aulas 2023: como ajudar o seu filho a se organizar?

Sabia que a volta às aulas é um momento propício para a educação financeira infantil? Veja 4 dicas para gastar menos e orientar os filhos.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Tesouras, canetinhas, borrachas e lápis de cor coloridos sobre fundo amarelo

A volta às aulas é uma excelente oportunidade para a educação financeira de seus filhos. Afinal, as crianças vivenciam na prática o planejamento, cotação e compra dos materiais escolares. 

Trata-se, portanto, de um exercício acessível à compreensão das crianças, que passam a enxergar a importância de ter cuidado com o dinheiro.

Além de bons momentos com seus filhos, você terá uma grata surpresa: a volta às aulas vai ficar bem mais leve para seu bolso.

Confira agora as nossas dicas para educar financeiramente as crianças e gastar menos no material.

Vamos lá!

Qual a relação entre volta às aulas e educação financeira?

Educação financeira é o aprendizado de como administrar bem o próprio dinheiro

Quanto mais cedo este conhecimento é adquirido, maiores as chances de uma vida adulta pautada em decisões financeiras maduras.

Desta forma, envolver didaticamente as crianças em certas situações do dia a dia gera o benéfico efeito da conscientização.

Em outras palavras: os pequenos passam a compreender melhor que o dinheiro não vem de uma fonte infinita, sendo preciso administrá-lo bem!

Para as crianças, auxiliar na compra dos materiais escolares é um exemplo palpável para a sua realidade infantil entender a importância do planejamento. 

Ao participar da escolha dos livros, uniformes ou mesmo dos lanches que irá levar, impulsiona-se o desenvolvimento não só da educação financeira, mas também da independência e autoconfiança na capacidade de cuidar de si.

E diga-se de passagem: uma criança que cresce sendo ensinada a pesquisar preços e planejar os gastos tem mais chances de levar uma vida adulta com saúde financeira.

Vamos entender melhor como colocar este ensinamento na prática?

4 dicas para orientar seus filhos na volta às aulas

Com a ajuda dos seus filhos, o retorno às aulas será um trabalho em equipe. Divida as tarefas e permita que as crianças participem das escolhas e negociações de preços.

Ao valorizar o esforço delas, você ganhará parceria para o planejamento financeiro familiar. Afinal de contas, parte da educação financeira é ter consciência da importância de falar sobre dinheiro

Sempre priorize a comunicação aberta e sincera com seus filhos, explicando qual é a situação financeira da família e qual o limite de gastos permitido.

Vamos conferir 4 dicas para colocar em prática a educação financeira infantil?

1. Incentive a cotação de preço

O primeiro passo a ser ensinado é a paciência. Muitas vezes, será preciso realizar cotações em diversas lojas, para que se consiga economizar no material escolar.

Talvez seja a parte mais difícil para as crianças, pois o senso de imediatismo é predominante nesta fase da vida. No entanto, vale a pena insistir neste aprendizado com carinho e atenção.

Será extremamente benéfico para a fase mais madura dos seus filhos, pois os fará pensar duas vezes antes de realizar compras por impulso.

2. Explique didaticamente

De nada adianta envolver as crianças nas decisões se não houver diálogo, pois é necessário que elas entendam o porquê das escolhas feitas.

Tenha consciência que choro e birra são esperados, pois a maioria das compras não será feita conforme a vontade das crianças.

Porém, com muita paciência e didática, gradualmente as crianças vão compreendendo os ensinamentos que são passados.

Caso você encontre muita dificuldade em lidar com as crianças nas lojas físicas, uma boa dica é pedir ajuda dos pequenos para realizar buscas online nas lojas virtuais.

3. Ensine a poupar ou investir o dinheiro

O início do ano é uma ótima oportunidade para lembrar seus filhos da importância de economizar dinheiro.

Lembre-os das viagens de excursão ou dos passeios com a escola, incentivando-os a guardar dinheiro para estas situações.

Contudo, além da economia de dinheiro, explique para seus filhos o que são os investimentos financeiros

Por exemplo, você pode destinar as economias do seu filho para uma poupança em uma conta digital e explicar como funciona o rendimento.

Dica: mostre esporadicamente o saldo da poupança no aplicativo digital e a criança visualmente compreenderá que o dinheiro está aumentando.

4. Explique a diferença entre um item necessário e um supérfluo

Além de ensinar como cuidar do dinheiro, é essencial que os pais ajudem os filhos a entenderem o que é um item necessário e o que é supérfluo.

Haverá dificuldade inicialmente, já que a mente infantil ainda está desenvolvendo seu potencial de avaliação.  Porém, lentamente, vai ficando mais nítido para eles quais são os gastos que podem ser evitados.

Desenvolver o senso de priorização dos gastos auxiliará muito a vida financeira na fase adulta, através da conscientização dos perigos de comprar compulsivamente.

Em um primeiro momento, esta empreitada parece desafiadora, não é mesmo? Mas lembre-se de que, para ensinar as crianças, você não precisa ser um expert em economia.

Siga seu ritmo e envolva seus filhos conforme sua dinâmica familiar. Além disso, esta pode ser uma ótima chance para você aproveitar e aprender com seus filhos como gastar menos!

Como gastar menos na volta às aulas?

Apesar da importância da participação dos filhos, algumas decisões cabem unicamente aos pais. Além das compras de material, surgem diversas atividades, como pagar matrícula e contratar transporte escolar.

No entanto, as atividades não precisam ser estressantes: com criatividade, é possível economizar nas contas de início do ano.

Para ajudar você e sua família, separamos algumas dicas para que as despesas no início do ano letivo pesem menos:

Negocie descontos

Negocie formas de pagamento e redução de valores. Por exemplo, é comum que algumas lojas ofereçam descontos para pagamentos no Pix.

Caso você não consiga efetuar o pagamento à vista, você pode pesquisar as lojas que oferecem as melhores condições de parcelamento.

Dica: se a escola das crianças for particular, negocie os descontos também na matrícula e mensalidade.

Reutilize materiais antigos ou usados

Antes de comprar todos os itens da lista, faça uma busca pela sua casa, identificando todos os materiais que vocês já possuem e estão em boas condições de uso. Com certeza a reutilização já irá economizar uma boa parcela dos gastos.

Outra sugestão é entrar em contato com os pais dos alunos das classes mais avançadas. Muitos possuem livros e materiais antigos disponíveis para a reutilização.

Caso você ainda tenha dificuldade, uma boa opção é pesquisar nas lojas de livros usados, conhecidas popularmente como “sebos”. Existem diversas livrarias e sebos virtuais, facilitando sua busca pelos exemplares.

Participe de grupos de trocas

Com as redes sociais, é comum que os pais dos alunos se organizem para o compartilhamento de informações.

Alguns grupos de WhatsApp são formados para disponibilizar materiais para troca, uma boa oportunidade para obter uniformes, por exemplo.

O grande segredo para economizar é ter organização. Liste todos os gastos e despesas, utilizando planilhas de controle financeiro ou mesmo aplicativos de gestão administrativa.

Com planejamento e disciplina, você e seus filhos vão estar alinhados e comprometidos com o orçamento familiar!

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 15

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO