O que é Pix? Tudo sobre sistema de pagamento instantâneo

Você sabe o que é Pix? Entenda o sistema de pagamento instantâneo que revolucionou os hábitos financeiros no Brasil e veja como usar.
11 minutos de leitura
11 minutos de leitura
Homem segurando celular na rua

Em poucos anos, o Pix revolucionou o cenário das transações financeiras no Brasil como uma alternativa rápida, segura e conveniente para transferências de dinheiro no dia a dia.

Pode ser usado tanto por empresários quanto por consumidores.

Com ele, a pessoa pode sair sem carteira, sem dinheiro em espécie, sem cartões de crédito ou débito e ainda assim fazer compras, desde que tenha um celular com acesso à internet e o aplicativo do banco cadastrado.

Da mesma forma, lojistas não perdem mais vendas porque o cliente não saiu preparado para gastar, empresas podem pagar seus funcionários e fornecedores via Pix e os trabalhadores não precisam mais esperar o dinheiro “cair” na conta, pois é automático.

É possível pagar contas com o sistema e até mesmo mover uma quantia de uma conta para outra, mesmo que seja para diferentes titularidades ou bancos.

Se você tem dúvidas sobre o funcionamento do Pix ou não está por dentro das novidades sobre este meio de pagamento, como Pix parcelado e outros, avance na leitura deste texto.

Vamos explicar o que é o Pix, quem criou, como funciona, como se cadastrar, qual a idade mínima para ter um, quais são as chaves usadas, como fazer e receber um, qual o limite, como gerar um QR code Pix, se é possível cancelar e como estornar.

Também vamos falar sobre como é o parcelamento via Pix, se é preciso ter conta em banco, se o sistema acaba com transações TED e DOC e, muito importante, como evitar golpes e se recuperar de um caso seja vítima.

Vamos em frente?

O que é Pix?

Pix é o sistema de pagamento instantâneo do Banco Central (BC), que permite fazer transferências de dinheiro e pagamentos entre contas de forma online em poucos segundos, 24 horas por dia e 7 dias por semana (inclusive feriados).

- O Que É Pix? Tudo Sobre Sistema De Pagamento Instantâneo

O sistema foi criado como uma solução para:

  • Digitalizar definitivamente os pagamentos no país
  • Acabar com os dias de espera até o pagamento ou transferência “cair”
  • Baratear os pagamentos e transferências (ex: tarifas de TED e DOC)
  • Facilitar o pagamento de contas, faturas, boletos e impostos
  • Substituir outros meios de pagamento como cartão de débito e dinheiro em espécie nas compras do dia a dia.

Em vez de passar por intermediários, o dinheiro sai de uma conta e chega até a outra automaticamente em questão de segundos.

Já o significado da sigla Pix veio do termo “pixel” para representar a transformação digital e a inovação tecnológica no sistema financeiro.

Quem criou o Pix?

O Pix foi idealizado pela equipe técnica do Banco Central para modernizar o sistema de pagamentos no Brasil e promover a inclusão financeira, oferecendo uma alternativa rápida, segura e acessível para a realização de transações financeiras.

O sistema começou a ser desenvolvido em 2018 e seu desenvolvimento levou dois anos.

O lançamento foi em 2020, iniciando os cadastramentos de chaves Pix, e liberado para usuários no final daquele ano.

Com três anos de existência, 2024 o Pix já contava com pelo menos 155 milhões de usuários e já haviam sido realizadas mais de 66 bilhões de transações, totalizando uma movimentação de quase R$ 30 trilhões.

Para entender exatamente o que é Pix, é importante saber o que motivou sua criação pelo Banco Central.

Na videoconferência de lançamento reportada pelo UOL, o então presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o Pix foi um dos projetos mais importantes do ano para a economia, com objetivo de reduzir o “grande custo” de carregar dinheiro físico.

“A intermediação financeira vai transformar o custo de pagamentos no Brasil”, afirmou ele. “Nós vamos ter uma diferenciação na forma de fazer as transações financeiras no país”, completou.

Na época, o então diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello, afirmou que o Pix foi pensado para promover maior competitividade no mercado financeiro, incluir pessoas, facilitar transações e aliviar o bolso dos usuários.

Como funciona o Pix?

Já sabemos o que é Pix, mas como ele funciona? 

Existem inúmeras possibilidades e o Pix está em constante atualização.

Para começar, o sistema de pagamento oferece os seguintes serviços:

  • Transferências instantâneas de dinheiro entre pessoas e empresas (gratuitas para pessoas físicas) 
  • Pagamento de prestadores de serviço, fornecedores e entre empresas
  • Pagamento de contas, faturas, boletos e multas
  • Recolhimento de impostos e taxas de serviços (como emissão de passaportes)
  • Recolhimento do FGTS
  • Pagamento de compras online e em estabelecimentos físicos
  • Saques na rede varejista.

As transações podem ser feitas de três formas:

  • Via QR code estático (várias transações de mesmo valor) ou dinâmico (transação única)
  • Via chave Pix
  • Via tecnologias de aproximação.

Entenda o que são as chaves do Pix e por que você deve criar as suas.

No caso, o QR code estático pode ser usado em múltiplas transações e permite a definição de valor de um produto ou serviço pelo pagador.

Já o QR code dinâmico é renovado a cada compra (ideal para compras no dia a dia).

Quais são as chaves Pix?

As chaves Pix são identificadores utilizados no sistema de pagamento instantâneo, vinculadas às contas bancárias, permitindo que os usuários recebam pagamentos de forma mais simples, sem a necessidade de informar detalhes como número da agência ou conta.

Existem quatro tipos de chaves Pix, todas vinculadas à conta bancária do recebedor:

  • CPF ou CNPJ
  • Número de telefone com o prefixo
  • E-mail
  • Chave aleatória (sequência alfanumérica gerada pelo banco)

Ainda, o recebedor pode gerar um QR code para que o pagador leia com a câmera do celular e faça a transferência.

Como se cadastrar no Pix?

Você não precisa fazer qualquer operação para realizar transferências através do Pix. 

Mesmo o recebimento de valores pede apenas uma conta em instituição participante, que deve disponibilizar os pagamentos instantâneos junto a outras modalidades como TED e DOC.

Porém, acaba sendo mais prático e seguro utilizar uma chave Pix para receber valores, dispensando a necessidade de compartilhar os dados da sua conta.

Para cadastrar uma chave Pix, basta acessar o sistema ou aplicativo da instituição financeira onde você tem conta, selecionar as transações Pix e solicitar o registro.

No app Neon, é só fazer o login, clicar na aba “Pix” e, depois, em “Registre suas chaves” para visualizar as opções disponíveis, que correspondem ao seu:

  • CPF
  • E-mail
  • Número de telefone
  • Ou uma chave aleatória gerada pelo próprio sistema.

Você pode cadastrar quantas chaves quiser, desde que não estejam sendo usadas em outras instituições bancárias.

Caso deseje usar o seu e-mail para receber Pix na Neon, por exemplo, mas ele já esteja cadastrado em outro local, dá para fazer a portabilidade da chave Pix.

O processo também é simples, bastando selecionar a alternativa “Fazer portabilidade” no menu do Pix.

Como fazer um Pix passo a passo?

Existem três maneiras de pagar com Pix:

  • Transferência convencional, usando a chave Pix informada pelo recebedor ou dados bancários
  • Leitura de QR code, acessando o app da sua instituição bancária, apontando a câmera do celular para o código, confirmando os dados e finalizando o pagamento
  • Pix Copia e Cola, que usa um código gerado pelo recebedor para ler as informações e possibilitar o pagamento de forma semelhante ao QR Code.

Para fazer um Pix é simples, primeiro acesse seu banco via computador ou aplicativo de celular (se for via QR code, esta é a única opção) ou na carteira digital.

Navegue pelo menu principal e selecione “Pix” ou “Transferências” e, em seguida, “Pix”.

Então você tem algumas opções:

  • Informe o tipo de chave Pix, que pode ser CPF, telefone, e-mail ou aleatória, e digite o número
  • Se a opção for “QR code”, clique em escanear e aponte a câmera do seu celular para ler o código
  • Ainda, se a alternativa escolhida for “Pix copia e cola”, primeiro copie a chave Pix, informações bancárias ou o código relacionado à transferência ou conta a ser paga e depois cole no site da sua conta ou aplicativo do banco online
  • Por fim, se não tiver chave Pix ou QR code do recebedor, insira os dados bancários.

Na sequência, informe o valor da transação e confira se os dados do recebedor estão corretos.

Confirme o Pix com sua senha, biometria ou método de autenticação do seu banco e o comprovante estará disponível na sua tela em segundos.

Zb9U3Pzyja3Qbw0Uak6Z0Otn Bszycflbcakbay4Jrgq V2Xpm5Fxee9Yav7L Cegfzbxtjipyddd9Eqa3Wg N1P Bnrf7Oweirzyjr0 Dg2Jfztumhg3Ghxsgtbhag5Nvmsfu5Oogx1Qrcro0Uyxw - O Que É Pix? Tudo Sobre Sistema De Pagamento Instantâneo

Como receber um Pix?

Receber um Pix é bastante simples: basta informar sua chave ao pagador, que pode ser seu CPF, seu e-mail, telefone ou sequência aleatória gerada pelo seu banco.

Você também pode fornecer um QR code para que a pessoa utilize para fazer a transferência.

E mesmo que você não tenha uma chave cadastrada, se o pagador souber seus dados bancários, CPF e nome completo, ele poderá fazer um Pix para a sua conta.

De qualquer forma, no momento em que a transação for realizada, o valor entrará imediatamente na sua conta.

Como gerar QR code Pix?

Você pode gerar um QR code Pix para receber pagamentos através do aplicativo do seu banco ou instituição financeira.

Comece selecionando a opção Pix, clique em receber o gerar cobrança, definir se deseja QR code estático ou dinâmico e inserir o valor da transação.

O código será gerado automaticamente e você pode imprimi-lo para deixar à vista na sua loja, por exemplo, ou salvar a imagem para compartilhar com o pagador.

Assim que a pessoa escanear o código utilizando o aplicativo do banco e confirmar o pagamento, o valor será transferido instantaneamente para sua conta.

Qual o limite do Pix?

Segundo o Banco Central, não há limite mínimo ou máximo de valor para transações via Pix, sendo que você pode fazer transferências a partir de R$ 0,01.

Também não existe limite para a quantidade diária de transações.

Porém, para reduzir riscos de fraudes, muitos bancos adotam limites durante o período noturno, geralmente entre 20h às 6h, e também aos finais de semana.

Da mesma forma, a maioria das instituições financeiras coloca um limite diário para realização de Pix, de acordo com o perfil do cliente.

Você pode solicitar alterações nesse limite ao seu banco ou carteira digital, tanto para mais quanto para menos.

Tem como cancelar um Pix?

Como o pagamento é instantâneo, só dá para cancelar um Pix antes de o dinheiro ser enviado, ou seja, antes da confirmação do pagamento, que cai na conta do recebedor em segundos.

Mas é possível cancelar um agendamento via Pix no sistema da sua instituição bancária, indo até o espaço de “Agendamentos”.

Já explicamos aqui no blog como cancelar um Pix.

Como estornar um Pix?

Caso tenha feito um Pix errado, seja no valor ou no destinatário, o jeito é entrar em contato com o recebedor para pedir a devolução, porém o reembolso vai depender da boa vontade de quem recebeu o dinheiro.

No entanto, é possível contestar um Pix em casos de golpes e fraudes, para isso você deve comunicar seu banco ou carteira digital assim que perceber a movimentação não autorizada a fim de tentar reaver o valor.

Para facilitar as devoluções a partir de Pix fraudulentos, o Banco Central criou o Mecanismo Especial de Devolução (MED), sendo que o pedido de devolução deve ser feito junto ao seu banco até 80 dias após o Pix ter sido realizado.

Se o banco entender que o recebedor do Pix cometeu fraude, ele terá sua conta bloqueada e em até 96 horas você receberá seu dinheiro ou parte dele de volta.

Embora não haja garantias, o sistema aumenta as chances da vítima do golpe recuperar seu dinheiro.

O MED também pode ser usado quando há transações em duplicidade por falha do sistema bancário.

Se foi você que recebeu um valor que não era para você ou a mais do que deveria ter sido transferido, basta acessar seu banco, clicar na operação realizada por engano e escolher a opção de devolução ou estorno.

Como funciona o Pix parcelado?

Pix parcelado é uma opção que permite pagar pela compra ou serviço de maneira parcelada, como em uma compra com cartão de crédito.

Funciona assim: a pessoa recebe o valor integral, como se fosse uma transferência Pix convencional, enquanto o consumidor paga por essa quantia em parcelas.

Para isso ser possível, o banco onde você tem conta deve disponibilizar essa operação de crédito via Pix para você.

Ou seja, é preciso ter uma linha de crédito já aprovada pela instituição financeira com a qual você trabalha.

Então, você fará um Pix no valor integral para a empresa, loja ou pessoa para quem você precisa pagar, que receberá instantaneamente, porém essa quantia será debitada da sua conta aos poucos.

É possível parcelar em até 24 vezes, mas esteja atento aos juros e taxas que são cobrados pelas instituições financeiras ao optar por essa alternativa.

O Pix vai ser taxado?

O pix é gratuito para pessoas físicas, o que significa que seu banco não pode cobrar taxas para realização de pagamentos, transferências e recebimentos via Pix.

Até o momento, não há previsão oficial por parte do Banco Central de começar a cobrar tarifas das pessoas físicas pelo uso do Pix.

No entanto, para empresas (pessoas jurídicas — PJ), as instituições financeiras têm a possibilidade de aplicar tarifas pelo uso do Pix, de acordo com suas políticas e condições comerciais.

É importante ficar atento às atualizações e comunicados do Banco Central e das instituições financeiras para se manter informado sobre eventuais mudanças nas políticas de tarifação do Pix.

Como ganhar Pix de graça? Cuidado com os golpes

Cuidado com posts em redes sociais e mensagens de WhatsApp que prometem depósito Pix de um grande valor quando só o que você precisa fazer para receber o dinheiro é transferir uma quantia bem menor em primeiro lugar.

Aqui vale aquele ditado: “quando a esmola é grande, o santo desconfia”.

Ninguém, nem empresas, nem lojas, nem pessoas físicas, saem por aí distribuindo Pix generosos em troca de Pix menores.

Por isso, sempre desconfie de ofertas muito boas para serem verdade, não compartilhe informações pessoais ou bancárias em troca de supostos Pix gratuitos, pesquise a legitimidade da empresa e use canais oficiais e seguros.

Esteja ciente das práticas comuns de golpe.

É importante ter cautela ao se deparar com ofertas ou promessas de ganhar Pix de graça ou com muita facilidade, pois isso pode ser um sinal de golpe.

Aqui estão algumas dicas para evitar cair em golpes relacionados a Pix “gratuitos”:

  • Existem diferentes tipos de golpe do Pix, que incluem desde a captação de dados por meio de links falsos (phishing) até a clonagem do WhatsApp da vítima para pedir transferências aos contatos
  • Bandidos também se passam por representantes de instituições bancárias que ligam para a vítima oferecendo ajuda para configurar o Pix, então desconfie dessas ligações
  • Seu banco jamais ligará com esse intuito, pois o cadastro de chave Pix só pode ser feito via sistema ou aplicativo.

Evitar clicar em links desconhecidos e estabelecer limites para o Pix são outras medidas de segurança que ajudam a prevenir golpes.

Golpe do comprovante de Pix falso: como identificar um?

Como recuperar Pix de golpe?

Se você cair em um golpe de Pix, acione o MED.

Para isso, acesse o aplicativo ou site do seu banco ou conta digital ou entre em contato por algum canal de atendimento, como SAC ou ouvidoria, assim que perceber que foi vítima de golpe.

Siga as orientações que seu banco indicar.

Também é aconselhável registrar um boletim de ocorrência.

Dúvidas frequentes sobre o Pix

Neste espaço, trazemos respostas para as principais dúvidas sobre o Pix.

Acompanhe!

Quem pode usar o Pix?

Qualquer pessoa física ou jurídica pode usar o Pix.

Para isso, pode usar um banco tradicional ou digital (fintech), ou mesmo uma carteira digital.

É preciso ter conta no banco para ter Pix?

Não.

Bancos tradicionais e digitais são exemplos de instituições financeiras participantes do Pix, por meio de conta corrente, poupança ou poupança social, mas também dá para fazer e receber transferências via carteiras digitais.

Com quantos anos pode ter Pix?

Não há uma idade mínima para ter um Pix, mas para abertura de uma conta que estará vinculada à sua chave Pix, é preciso atender aos requisitos e políticas do banco escolhido.

Embora muitos bancos permitam a abertura de contas para menores de idade, geralmente é exigido que um responsável legal (como mãe ou pai) autorize e supervisione a operação.

O que é Pix saque e Pix troco?

Estão aí duas funcionalidades adicionais que, assim como o Pix convencional, são controladas pelo Banco Central (BC).

Seu objetivo é ampliar os locais disponíveis para conseguir dinheiro em espécie, acabando, por exemplo, com as filas em caixas eletrônicos.

Para usar o Pix saque e o Pix troco, basta se dirigir até um estabelecimento comercial credenciado pelo BC e usar o QR code fornecido para fazer um Pix.

Se desejar sacar R$ 70, por exemplo, você transfere esse valor ao lojista e recebe em cédulas usando o Pix saque.

Já o Pix troco combina compra e saque, permitindo que você pague por um produto e receba as cédulas através de uma mesma operação.

Imagine que comprou uma bebida no supermercado por R$ 10 e precisa de mais R$ 80 em espécie.

Você pode solicitar ao comerciante o QR code para transferir R$ 90 via Pix, dos quais R$ 10 serão para a compra e R$ 80 serão entregues a você em dinheiro, como se fosse o “troco”.

O Pix vai acabar com TED e DOC?

Após mais de três anos de funcionamento do Pix, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou no início de 2024 a descontinuidade do antigo DOC (Documento de Ordem de Crédito).

Esse tipo de transferência, que funcionava somente em dias úteis, podia cobrar até R$ 20 de taxas em uma única operação.

A TED (Transferência Eletrônica Disponível) ainda continua em uso.

Vale lembrar que a Neon já estava à frente nesse assunto com suas transferências rápidas, ilimitadas e sem cobrança de taxas para todos os bancos.

Conheça aqui as diferenças entre Pix, TED e DOC.

Conta digital completa na palma da sua mão

A Neon é uma conta digital com tudo o que você precisa: cartão de crédito, investimento, empréstimos, cashback, Pix, cartão virtual, recargas e muito mais. Abra sua conta agora mesmo!

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 280

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.
NEON LOGO