Fintech: o que é, quais suas características e exemplos no Brasil

Você sabe o que é fintech? Entenda as características, exemplos e como estas startups e empresas transformaram o sistema financeiro do país.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Imagem de celular sobre notas de dinheiro ao lado de porquinho e casa, todos sobre fundo amarelo

Fintech é uma empresa que simplifica sua vida financeira por meio da tecnologia. Graças a esse tipo de negócio, temos um sistema financeiro bem menos burocrático e conseguimos resolver tudo pela internet.

Hoje, você pode ter uma conta digital, usar um cartão de crédito sem anuidade, acessar crédito pela internet, fazer compras com seu cartão virtual, pagar com Pix e muito mais.

Veja a seguir como as fintechs revolucionaram as finanças e como funcionam essas startups.

O que é fintech?

Fintech é uma startup ou empresa focada em inovação que oferece soluções financeiras digitais. O termo é uma abreviação de financial technology (“tecnologia financeira”, em português).

Basicamente, esse tipo de negócio utiliza a tecnologia para criar produtos e serviços financeiros que facilitam a vida do consumidor. São empresas que andam na contramão do sistema financeiro tradicional, dominado pelos grandes bancos por muito tempo.

Desta maneira, as fintechs surgiram para reduzir a burocracia, digitalizar serviços e simplificar processos, permitindo que os consumidores resolvam todas as questões relacionadas às finanças pela internet.

De acordo com dados do Fintech Report 2022 da Distrito, já existem 1288 fintechs ativas no Brasil. Além disso, foram investidos mais de US$ 3,8 bilhões nessas empresas.

Elas estão divididas entre empresas de crédito, contas digitais, emissoras de cartão de crédito, negócios de gestão financeira pessoal e empresarial, corretoras de investimentos, casas de análise, entre outros segmentos.

Quais as principais características de uma fintech?

Confira as características que identificam uma fintech no mercado.

Digitalização

Um dos pilares das fintechs é oferecer produtos e serviços financeiros 100% digitais.

Dessa maneira, os clientes podem resolver tudo pela internet e não precisam sair de casa para cuidar de suas finanças.

Graças às fintechs, podemos consultar saldo bancário, pagar contas, fazer um empréstimo, gerenciar investimentos e muito mais apenas com um smartphone.

De físicos, restaram apenas os cartões de débito e crédito que ainda são entregues na casa dos clientes.

Agilidade

Agilizar a vida financeira do consumidor é outro princípio das fintechs. A ideia é nunca mais perder tempo em filas de agências bancárias, ligações telefônicas ou preenchimento de papéis.

Por isso, as fintechs desenvolvem produtos e serviços digitais que podem ser acessados em poucos cliques e simplificam todos os processos.

Redução da burocracia

Por muito tempo, os serviços financeiros foram sinônimo de burocracia.

Era preciso pagar contas pessoalmente, ir até as agências bancárias para sacar, procurar atendimento com o gerente e lidar com uma papelada sem fim.

Felizmente, surgiram as fintechs para desburocratizar as finanças e reduzir os procedimentos ao mínimo necessário, focando sempre na experiência do cliente.

Redução de taxas

Outra característica que contribuiu para o sucesso das fintechs foi a proposta de reduzir taxas e custos para os clientes.

Desde o início, essas empresas deixaram claro que podiam diminuir custos com a digitalização e repassar essa economia para os consumidores.

Como resultado, surgiram cartões de crédito sem anuidade, contas digitais sem tarifa de manutenção, transferências gratuitas e taxas de serviços muito menores do que as praticadas pelos grandes bancos.

Leia também: Quais taxas de cartão de crédito você paga sem saber?

Atendimento rápido

As fintechs também chegaram para revolucionar o atendimento ao cliente no sistema financeiro.

Com os canais digitais, ficou mais fácil ser atendido por chat, utilizar assistentes virtuais ou mesmo se comunicar por e-mail com as empresas.

Inovação

Por fim, toda fintech é inovadora por natureza. Com essas empresas, várias tecnologias se popularizaram, como o pagamento por QR code, o Pix, o saldo inteligente, o cartão virtual, a autenticação por selfie e biometria online, etc.

Qual a diferença entre fintech e startup?

Basicamente, fintech é uma startup voltada para o mercado financeiro. O que define o termo fintech é o uso da tecnologia para oferecer soluções financeiras.

Basicamente, uma startup é uma empresa embrionária que cresce de forma acelerada e exponencial, passando por várias fases de escalabilidade até se tornar uma empresa consolidada — embora muitas continuem com o modelo de gestão de startups.

A maior das fintechs já foram ou ainda são startups, empresas inovadoras de crescimento rápido que lidam com cenários de extrema incerteza.

As fintechs começaram como startups, já que tinham como propósito solucionar problemas do sistema financeiro por meio da tecnologia e inovação.

Hoje, existem startups, scale-ups e até empresas bilionárias no mercado de fintechs.

Exemplos de fintechs no Brasil

Não faltam exemplos de fintechs que revolucionaram o sistema financeiro do Brasil.

A Warren é uma das mais bem-sucedidas na área de investimentos, oferecendo consultoria personalizada e um portfólio diversificado.

No segmento de gestão financeira, o Guia Bolso se consolidou como solução para gerenciamento de finanças pessoais e empresariais.

Para serviços de conta bancária, um dos melhores exemplos é a Neon, como veremos a seguir.

Por que a Neon é uma fintech?

A Neon é uma fintech por excelência, já que oferece uma conta 100% digital para descomplicar a vida dos brasileiros e diversos serviços inovadores.

Somos uma instituição de pagamento que une tecnologia e design para simplificar a vida financeira dos trabalhadores.

Com a Neon, você tem acesso aos seguintes benefícios:

  • Uma conta digital sem mensalidade e sem taxas escondidas;
  • Um app para gerenciar suas finanças na palma da mão;
  • Um cartão de crédito sem anuidade que facilita o controle de gastos;
  • Uma opção de investimento que rende mais que a poupança (CDB Neon);
  • Um empréstimo pessoal com as menores taxas e facilidade para contratar.

Ou seja, comodidades que só uma fintech pode oferecer.

banner com cta para abrir conta neon

Entendeu o que é fintech e como essas empresas contribuem com o seu bolso? Aproveite e confira nosso artigo sobre organização financeira pessoal.

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 18

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO
Minutos
Segundos