Como comprar uma casa pela Caixa? Entenda o financiamento

Quer saber como comprar uma casa pela Caixa? Veja os passos, quem pode comprar, o que precisa, qual a renda mínima e qual a taxa de juros.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Miniatura de casa dentro de miniatura de carrinho de supermercado

Realizar o sonho do imóvel próprio exige um grande investimento, e por isso é importante saber como comprar uma casa pela Caixa.

A principal razão para isso são as taxas de juros praticadas pela CEF, sempre muito mais atrativas do que as dos outros bancos.

Outro bom motivo para buscar esse financiamento é o processo de compra, menos burocrático se comparado com o das demais instituições financeiras.

Ainda assim, existem requisitos que devem ser atendidos e etapas que necessitam ser seguidas para a formalização.

Veja no texto abaixo o que é preciso!

Como comprar uma casa pela Caixa Econômica Federal? Veja as etapas

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC) em 2022 traz importantes revelações sobre o mercado imobiliário brasileiro.

Das 1.182 pessoas entrevistadas, 75% delas disseram que pretendem comprar um imóvel para uso próprio, enquanto 25% disse que a intenção é investir.

Na mesma pesquisa, 31% das pessoas disseram que sua prioridade é a compra de um imóvel novo.

Para isso, uma das principais fontes de financiamento é a Caixa, por isso vamos ver como funciona o processo de compra.

1. Faça uma simulação

Comprar um imóvel não é como ir ao supermercado.

Antes de colocar a mão no bolso, é preciso considerar uma série de fatores para que a escolha seja acertada e para que a Caixa aprove o pedido de financiamento.

Por isso, o primeiro passo é fazer uma simulação da compra, na qual você vai definir previamente detalhes como:

  • Tipo de financiamento;
  • Categoria do imóvel;
  • Valor aproximado;
  • Localização;
  • Se é um novo ou usado, para reforma ou construção.

A Caixa também leva em conta a renda familiar e se a compra está sendo feita individualmente ou em conjunto, bem como se o comprador já tem um imóvel.

2. Junte os documentos

Feita a simulação e comprovadas as suas condições para adquirir um imóvel pela Caixa, é hora de juntar a documentação necessária para dar entrada no pedido de análise:

  • Carteira de identidade;
  • Carteira de trabalho;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de estado civil;
  • Declaração de Imposto de Renda;
  • Extrato do FGTS.

Lembrando que, para cada condição laboral, existe um comprovante de renda específico.

Trabalhador assalariado deve apresentar os últimos contracheques, enquanto empresários comprovam renda com o extrato do pró-labore, e autônomos por meio de extrato bancário.

3. Peça análise de crédito

Já com uma ideia do imóvel a ser adquirido pela simulação e de posse dos documentos, é hora de finalmente ir a uma agência da CEF para pedir uma análise de crédito.

Nesse caso, os correntistas devem preferencialmente se dirigir às suas respectivas agências onde possuem conta registrada.

De qualquer forma, é sempre conveniente escolher uma agência mais próxima, tendo em conta que serão necessários diversos deslocamentos.

Na análise, o representante da Caixa vai conferir a documentação e, conforme o seu perfil, indicar a linha de financiamento adequada.

4. Verifique se o imóvel está legalizado

Se tudo correr bem, o banco vai aprovar um valor dentro de uma linha de crédito. Com base nisso, você já vai poder escolher o imóvel a ser financiado que, como tal, deve estar totalmente regularizado em seus registros.

Não pode ter qualquer pendência junto à prefeitura, e os impostos deverão estar em dia.

Tenha sempre muita atenção, já que a Caixa é rigorosa e jamais aprova um financiamento de um imóvel com pendências, por mais insignificantes que pareçam.

5. Espere pela análise técnica

Além da análise burocrática, a Caixa também faz uma avaliação técnica, na qual engenheiros a serviço do banco inspecionam o imóvel a ser comprado.

Nessa fase, a documentação do vendedor também estará sujeita a avaliação, a fim de conferir se o valor do imóvel é compatível com a proposta.

Finalizada a análise técnica, é emitido um laudo, que servirá como base para a aprovação do financiamento. Embora seja uma etapa que cabe exclusivamente à Caixa conduzir, o cliente também pode acompanhá-la online.

6. Assine o contrato

Concluídos os procedimentos, vendedor e comprador devem se dirigir à agência que está intermediando a compra para a assinatura do contrato.

O novo proprietário também fará o registro do imóvel em seu nome no Cartório de Registro de Imóveis, um procedimento que é pago e cujo custo varia de uma região para outra.

Cabe ressaltar que, em qualquer uma das etapas, a Caixa pode negar o pedido ou rejeitá-lo em função de pendências.

Tudo que você precisará fazer é sanar essas eventuais pendências para dar continuidade ao processo.

Quem pode comprar uma casa pela Caixa?

Como já destacamos, um dos fatores que fazem com que as pessoas prefiram o financiamento da Caixa é a burocracia reduzida.

As restrições impostas são poucas, e todos que reúnem as seguintes condições podem solicitar financiamento:

  • Ter mais de 18 anos ou ser emancipado com 16 anos completos;
  • Ser brasileiro ou, se estrangeiro, possuir visto permanente no país;
  • Possuir capacidade civil e de pagamento;
  • Não ter o nome em cadastros de devedores;
  • A prestação não pode ser maior que 30% da renda familiar mensal bruta.

O que precisa para comprar uma casa pela Caixa?

Além dos documentos para comprar casa pela Caixa, existem outros requisitos fundamentais que você precisará ter para poder realizar o sonho do imóvel próprio.

O mais importante, no caso, são os próprios recursos para custear a compra financiada, que vai consumir uma boa fatia dos seus rendimentos.

Isso sem contar o pagamento das parcelas intermediárias, que vão exigir de você alguma capacidade de poupança. 

Qual a renda mínima para comprar uma casa pela Caixa?

Na prática, não existe uma renda mínima para ter um pedido de financiamento aprovado pela Caixa.

Isso porque o principal fator a ser levado em conta é a relação entre o valor do imóvel e a renda mensal do comprador.

Então, independentemente do preço do imóvel, se o valor da prestação não exceder os 30% da sua renda mensal, é possível que você consiga financiá-lo.

Qual a taxa de juros para comprar uma casa pela Caixa?

A Caixa oferece linhas de crédito imobiliário que podem ser pagas em até 35 anos.

Os juros costumam estar entre os mais baixos do mercado, a partir de 8,7% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), em valores de 2023.

Vale lembrar que a Caixa tem ainda outras duas linhas, com juros ainda mais em conta:

  • Caixa Poupança: a partir de 2,80% ao ano mais rentabilidade da Poupança;
  • Caixa IPCA: a partir de 3,95% ao ano mais inflação IPCA.

Existe também a modalidade Caixa Prefixado, em que os juros partem de 9,75% ao ano.

A taxa mais alta pode ser vantajosa, já que ela não se altera por até 30 anos.

Como simular a compra de casa pela Caixa?

A simulação da compra de um imóvel pode ser feita online, no site da CEF.

Preencha o formulário, responda as questões conforme solicitado e tenha o resultado na hora, sem enrolação nem burocracia.

Agora que você sabe como comprar uma casa pela Caixa, que tal começar já a organizar suas finanças? Afinal, esse é o primeiro passo para conseguir realizar o sonho do imóvel próprio.

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 30

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO