Dinheiro e felicidade: essa é uma das pautas mais polêmicas em encontros familiares e conversas entre amigos. Afinal, existem intensas influências culturais que levam a opiniões extremas e variados níveis de apego à conta bancária.

Para avaliar com neutralidade a conexão entre o dinheiro e a satisfação pessoal, é preciso primeiro compreender que os recursos financeiros são importantes ferramentas para garantir qualidade de vida.

Inclusive, pesquisas indicam que problemas com dívidas podem prejudicar seriamente o rendimento profissional e a felicidade no trabalho.

A seguir, listamos o passo a passo completo para manter uma relação saudável com o dinheiro. 

E mais: explicamos como as empresas podem amparar colaboradores que passam por dificuldades financeiras. Confira!

Qual é a relação entre dinheiro e felicidade?

No contexto nacional de intensa desigualdade, no qual 7,5 milhões de brasileiros sobrevivem com menos de R$ 150 ao mês, a relação fundamental entre dinheiro e felicidade fica evidente: sem recursos suficientes, a qualidade de vida é ínfima.

Alimentação, roupas, conta de luz, água, gás, internet, entretenimento e cultura… são diversos os gastos cotidianos indispensáveis ao bem-estar das pessoas.

Assim, à parte de conotações culturais e religiosas, o dinheiro é uma ferramenta necessária para se ter uma vida confortável e digna.

Preciso de dinheiro para ser feliz?

A felicidade não é um conceito fácil de definir, muito menos de ter seus pré-requisitos financeiros definidos.

Afinal, estamos falando de um sentimento altamente complexo e subjetivo, suscetível a diversas variáveis.

Como mencionamos, o dinheiro é uma importante ferramenta para assegurar educação, saúde, moradia e tranquilidade emocional.

Sob esse ponto de vista, ter acesso aos recursos financeiros mínimos é fundamental para alguém ser feliz.

Inclusive, estudos da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos demonstram que o nível de felicidade eleva-se conforme a renda mensal aumenta.

No entanto, não podemos deixar de considerar o outro lado da moeda: dinheiro certamente não é a coisa mais importante da vida.

Afinal, como bem sabemos, uma conta de muitos dígitos não necessariamente garante paz de espírito e alegria de viver.

Leia também: Dicas de filmes para refletir sobre o consumismo exagerado

5 dicas para usar o dinheiro como impulsionador da felicidade

O segredo para usar o dinheiro corretamente é ter equilíbrio! A seguir, listamos 5 dicas de como usar seu saldo para garantir melhor qualidade de vida!

1. Planeje-se financeiramente

O primeiro passo para uma relação saudável com o dinheiro é colocar em dia o controle das finanças.

Só assim você conseguirá definir corretamente quais despesas são necessárias e quais gastos são supérfluos, além de identificar melhor as oportunidades de investimentos.

Use a planilha da Neon para organizar todas as suas movimentações bancárias.

2. Invista em educação

Investimentos em educação são para a vida toda.

Vale a pena correr atrás do que você sempre sonhou em aprender.

E o benefício vem em dose dupla: além da felicidade pessoal, estudar abre inúmeras oportunidades profissionais com salários mais atraentes.

3. Cuide de sua saúde

Invista em cuidados com o bem-estar em seus variados aspectos:

  • Saúde física, contemplando convênio médico, compra de alimentos de boa qualidade e acesso à academia
  • Saúde emocional e mental, incluindo o amparo psicológico por meio de terapias
  • Saúde social, passeando com amigos e família.

Saiba como escolher um plano de saúde que você possa pagar!

4. Vá atrás de seus sonhos

Ter dinheiro para colocar seus sonhos em prática é altamente recompensador.

Por isso, não se boicote com sentimentos de falta de merecimento.

Por exemplo, invista em experiências importantes para você, como um jantar especial ou uma aventura na natureza.

Gastar de maneira equilibrada proporciona importantes momentos de lazer e alegria, essenciais para uma vida mais leve.

5. Prepare-se para o futuro

Por fim, guardar uma boa reserva financeira é investir em sua felicidade futura.

E não estamos falando apenas em uma possível aposentadoria generosa ou na compra do tão sonhado apartamento.

Contar com uma boa reserva de dinheiro também é importante para lidar de maneira mais tranquila com eventos imprevistos e emergências.

Leia também: 5 dicas de como guardar dinheiro!

Como as empresas podem proporcionar dinheiro e felicidade aos colaboradores?

A preocupação com a qualidade de vida financeira dos colaboradores é cada vez mais presente nas políticas de gestão de pessoas em empresas sérias. 

Na abordagem administrativa de Total Experience, a satisfação profissional dos funcionários é tão importante quanto a felicidade dos clientes.

Além de valores salariais atrativos, as empresas podem cuidar de suas equipes elaborando planos de benefícios corporativos que contenham serviços de planejamento financeiro

A consultoria financeira auxilia os colaboradores a:

Nesse sentido, a Neon oferece as melhores opções de benefícios corporativos voltados ao amparo financeiro.

Contamos com especialistas dedicados ao aconselhamento seguro e responsável, estimulando seus funcionários a restabelecerem suas finanças pessoais.

Conheça o salário sob demanda Neon, programa no qual os colaboradores da sua empresa podem adiantar parte do salário sem impactar no fluxo de caixa da empresa, entre outros benefícios corporativos exclusivos!

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Conheça a Neon e todos os produtos que esperam por você aqui.