Está inadimplente? O que pode acontecer e como se organizar?

Você está inadimplente? Infelizmente, é a situação de muitos brasileiros. Veja o que pode acontecer e como se organizar para quitar dívidas.
3 minutos de leitura
3 minutos de leitura
Sorvete derretido sobre fundo azul

Estar inadimplente é uma situação vivida por muitos brasileiros — mais de 71 milhões deles, de acordo com dados do Serasa —, mas que tem solução.

Para começar, precisamos entender qual é a diferença entre o endividamento e a inadimplência, além de conhecer as consequências de cada um.

E, claro, é preciso ter consciência sobre os caminhos existentes para quitar as dívidas e resolver o problema.

Entenda a seguir o que significa estar inadimplente e como se organizar para sair dessa.

O que é uma pessoa inadimplente?

Uma pessoa inadimplente é aquela que tem dívidas em atraso, ou seja, contas e obrigações que já passaram do prazo de vencimento e ainda estão pendentes.

A partir do primeiro dia de atraso de um boleto, já é possível atribuir a situação de inadimplência a um consumidor ou empresa.

Desse momento em diante, o credor inicia as tentativas de cobrança e negociação, que podem se estender por semanas, dependendo da política da empresa.

Então, quando se esgotam as opções de cobrança amigável, o inadimplente tem seu CPF ou CNPJ inscrito nos órgãos de proteção ao crédito como Serasa e SPC Brasil, tornando-se um negativado — o famoso “nome sujo”.

De acordo com o Mapa da Inadimplência do Serasa, existem 71,45 milhões de brasileiros em situação de inadimplência, ou seja, com dívidas atrasadas.

Aprenda em 7 passos como sair das dívidas e poupar dinheiro.

Qual a diferença entre endividado e inadimplente?

A diferença é que o endividado está pagando suas dívidas em dia, enquanto o inadimplente está com uma ou mais contas em atraso.

Afinal, ter dívidas é algo comum e saudável até certo ponto, uma vez que temos acesso a diversas opções de crédito como cartões de crédito, empréstimos e financiamentos, que ajudam a alcançar objetivos financeiros.

Desde que você pague parcelas e prestações em dia e não comprometa a maior parte da sua renda com elas, não há problema em estar endividado.

O problema começa quando a primeira dívida deixa de ser paga dentro do prazo, configurando a situação de inadimplência.

Como negociar dívidas e quitá-las: um guia prático.

Como saber se estou inadimplente?

É fácil saber se você está inadimplente porque as empresas iniciam as cobranças assim que você atrasa um pagamento.

Para verificar todos os débitos em atraso, você pode acessar a consulta de CPF do Serasa, que é gratuita e mostra todas as pendências em seu nome.

Nesse serviço, você tem acesso às contas em atraso e possíveis negativações do seu CPF, além do seu score (pontuação do CPF) e receber ofertas de negociação.

Como consultar o CPF e saber se seu nome está sujo?

O que acontece com quem está inadimplente?

Quem está inadimplente pode sofrer diversas consequências, dependendo da dívida em atraso.

Um dos primeiros problemas enfrentados é a interrupção de serviços, quando você atrasa uma fatura de internet ou telefone, por exemplo.

No caso do cartão de crédito, o atraso da fatura ou pagamento mínimo leva ao crédito rotativo, que tem uma das taxas de juros mais altas do mercado e pode multiplicar o valor devido rapidamente.

Além disso, se o inadimplente for negativado, ocorrem as seguintes consequências:

  • Dificuldade de acesso a crédito no mercado;
  • Problemas para abertura de conta;
  • Impedimento em contratos de locação.

Existem ainda dívidas com consequências piores. Por exemplo, ficar devendo o IPTU pode levar à perda do imóvel, em última instância.

Aliás, quem fica inadimplente com qualquer tipo de tributo ou pagamento ao governo pode ter seu nome inscrito na dívida ativa.

Como deixar a inadimplência?

Para deixar a situação de inadimplência, é preciso priorizar o pagamento das dívidas e se organizar financeiramente.

Veja algumas dicas para quem está inadimplente:

  • Antes de tudo, some o valor total das suas dívidas e analise os juros cobrados para entender sua situação;
  • Procure os credores para tentar uma renegociação com juros menores ou prazo de pagamento mais longo
  • Se fizer sentido, pode valer a pena trocar uma dívida mais cara por outra mais barata, fazendo um empréstimo pessoal com juros menores para pagar uma dívida de cartão de crédito, por exemplo;
  • Baixe a planilha de gastos mensais da Neon gratuitamente para organizar suas receitas e despesas, reduzir custos e organizar suas finanças;
  • Procure alternativas de renda extra para aumentar seus rendimentos e conseguir honrar seus acordos.

Viu como a pessoa inadimplente tem vários caminhos para solucionar o problema?

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 9

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO