O que é o Prouni? Entenda como funciona o programa

Você sabe o que é o Prouni e como conseguir bolsa de estudos em uma universidade particular? Veja quem tem direito e como se inscrever.
4 minutos de leitura
4 minutos de leitura
Homem segurando livros sorrindo em frente a fundo verde-água

Você sabe o que é o Prouni e como funcionam as bolsas de estudos para universidades particulares? Por meio desse programa, estudantes com ensino médio completo de todo o país podem concorrer a bolsas integrais e parciais para cursos de educação superior na rede privada.

É possível estudar de graça com a cobertura integral ou ganhar um desconto de 50% nas mensalidades até o fim do curso, dependendo da renda do candidato.

Ficou interessado em entender melhor o que é o Prouni?

Então, continue a leitura e veja como concorrer às bolsas.

O que é o Prouni?

Prouni é o Programa Universidade para Todos, uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) que oferece bolsas de estudo parciais e integrais para cursos de educação superior em universidades particulares.

Desde a criação do programa, em 2004, estudantes de baixa renda têm a chance de ingressar no ensino superior privado a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Dessa forma, os alunos que não conseguem uma vaga em universidades públicas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) ou preferem uma instituição particular têm uma oportunidade de estudar sem pagar nada ou pagando a mensalidade parcial.

As bolsas ofertadas pelo Prouni podem cobrir 100% da mensalidade (integrais) ou 50% (parciais).

Todo ano, o MEC abre inscrições para o programa e anuncia a quantidade de bolsas que estarão disponíveis. Em 2023, por exemplo, foram ofertadas 288.112 bolsas, sendo 209.758 integrais e 78.354 parciais, segundo dados do MEC.

Leia também: 10 dicas sobre como economizar dinheiro sendo estudante

Para que serve o Prouni?

O Prouni serve para garantir o acesso de estudantes de baixa renda a cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições particulares do Brasil.

Como vimos, as bolsas integrais e parciais são oferecidas para cursos do ensino superior em universidades privadas de todo o país.

Dessa forma, o Prouni é uma alternativa ao Sisu, que oferta vagas para instituições públicas de educação superior.

Como funciona o Prouni?

O Prouni funciona por meio de um processo seletivo que é divulgado todo início de ano pelo MEC.

Para se inscrever, o estudante deve ter feito uma das duas edições anteriores do Enem e obtido no mínimo 450 pontos na média das 5 (cinco) notas do exame. Além disso, ele não pode ter tirado zero na redação.

Dessa forma, a pré-seleção é feita com base na nota do Enem e em critérios socioeconômicos que vamos detalhar no próximo tópico.

O estudante deve se inscrever pela internet, escolher até duas opções de curso e aguardar as duas chamadas do Prouni para descobrir se conseguiu uma bolsa.

Então, ele pode comparecer à universidade escolhida para entregar sua documentação e fazer a matrícula.

Lembrando que algumas instituições privadas ainda podem aplicar um processo seletivo próprio com os pré-selecionados do Prouni, o que é permitido por lei — a universidade só não pode cobrar taxas dos candidatos.

Como ganhar dinheiro sendo estudante: 7 dicas.

Quem tem direito ao Prouni?

Para participar do Prouni, o estudante deve atender aos seguintes critérios:

  • Não ter diploma do ensino superior;
  • Para concorrer à bolsa integral, deve comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa (R$ 1.980 por pessoa em 2023);
  • Para concorrer à bolsa parcial de 50%, deve comprovar renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa (R$ 3.960 por pessoa em 2023);
  • Atender a uma das condições abaixo:
    • Ter cursado o ensino médio integralmente em escola pública;
    • Ter cursado o ensino médio em escola particular com bolsa integral; 
    • Ter cursado parte do ensino médio em escola pública e parte em particular com ou sem bolsa;
    • Ter cursado o ensino médio integralmente em escola particular com ou sem bolsa;
    • Ser professor com deficiência;
    • Ser professor da rede pública de ensino no ensino básico e concorrer a bolsas em licenciatura e pedagogia (nesse caso, não há requisito de renda).

Como comprovar que não tem renda para o Prouni?

Existem várias formas de comprovar que você está dentro dos critérios de renda do Prouni.

Geralmente, as instituições privadas exigem a seguinte documentação para comprovar rendimentos de familiares:

  • Três últimos holerites e CTPS (para quem tem emprego formal);
  • Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF);
  • Extratos bancários dos últimos três meses;
  • Extrato do INSS para aposentados e pensionistas;
  • Declarações de impostos de pessoas jurídicas (para autônomos).

Como você pode ver, os documentos que comprovam renda podem variar conforme os perfis dos familiares do estudante.

Leia também: Educação financeira: estudo ajuda jovens a evitar dívida

Como se inscrever no Prouni?

Agora que você sabe o que é Prouni e suas condições, siga os passos abaixo para se inscrever:

  • Aguarde a abertura das inscrições (em 2023, o período foi de 28 de fevereiro a 3 de março, com divulgação da primeira chamada no dia 7 de março);
  • Durante o período de inscrições, acesse o Portal Único de Acesso ao Ensino Superior, que reúne as plataformas do Prouni, Sisu e FIES;
  • Clique no botão de inscrição e faça login com sua conta gov.br. Se você não tiver o acesso, será necessário criar uma conta gov.br;
  • Preencha o formulário de inscrição com seus dados pessoais e selecione as opções de curso desejadas (até duas);
  • Confirme sua inscrição e aguarde a primeira chamada.

Como ver o resultado do Prouni?

Para ver o resultado do Prouni, é só entrar no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior na data informada pelo MEC para a divulgação dos aprovados e clicar em “Consultar” na chamada desejada.

Você poderá localizar seu nome entre os candidatos aprovados, se tiver sido selecionado.

Veja como foi o cronograma do Prouni 2023:

  • Inscrição: de 28 de fevereiro a 3 de março;
  • Resultado da 1ª chamada: 7 de março;
  • Comprovação das informações da inscrição para 1ª chamada: de 7 a 16 de março;
  • Resultado da 2ª chamada: 21 de março;
  • Comprovação das informações da inscrição para 2ª chamada: de 21 a 30 de março;
  • Lista de espera (prazo para manifestar interesse): 5 e 6 de abril;
  • Resultado: 10 de abril;
  • Comprovação das informações da inscrição para a lista de espera: de 10 a 19 de abril.

Entendeu o que é o Prouni, quais os prazos e como se inscrever? Continue acompanhando os conteúdos do blog Neon para ficar por dentro de todos os assuntos que impactam sua vida financeira.

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 8

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

NEON LOGO
Minutos
Segundos