Como consultar o PIS pelo CPF: confira as opções e passos

Você sabe como consultar o PIS pelo CPF? Entenda o que é PIS, para que serve, quem tem direito e o que fazer com o dinheiro.
6 minutos de leitura
6 minutos de leitura
Mulher segurando o celular e sorrindo sentada em mesa com computador e caderno à sua frente

Consultar PIS pelo CPF é necessário quando você precisa desse número de 11 dígitos que todo trabalhador CLT tem.

Os principais motivos para fazer essa consulta são o abono salarial e o seguro-desemprego, dois benefícios essenciais dos trabalhadores que estão vinculados ao PIS.

Então, fique tranquilo, pois existem muitos canais digitais e telefones para você descobrir o número do seu cadastro em instantes.

Continue a leitura e saiba todas as formas de consultar seu PIS pelo CPF.

Como consultar o PIS pelo CPF?

Existem vários canais para consultar o PIS pelo CPF que facilitam a vida do trabalhador.

Os sites oficiais para isso são o Meu INSS e o Portal CNIS, mas existem outras opções mais práticas de aplicativos, telefones e até mesmo a própria carteira de trabalho física.

Veja como consultar rapidamente seu número e escolha seu canal preferido:

Site Meu INSS

  • Acesse o site Meu INSS
  • Clique na opção “Meu Cadastro”
  • Role a tela até a opção “Elos PIS PASEP”, onde você poderá consultar o número do PIS, o NIT e a data de cadastro.

Aplicativo para consultar o PIS

Diversos aplicativos relacionados a direitos trabalhistas e previdenciários permitem a consulta do PIS pelo CPF.

Veja as opções disponíveis no Google Play e na Apple Store:

  • Aplicativo Carteira de Trabalho Digital para Android ou iOS, na consulta de abono salarial (o login é feito pela conta gov.br)
  • Aplicativo do FGTS para Android ou iOS, na área “Meus Dados” (é preciso ter a senha da Caixa)
  • Aplicativo Caixa Trabalhador para Android ou iOS, na opção “Meu NIS” (é preciso ter a senha da Caixa)
  • Aplicativo Caixa Tem para Android ou iOS, na opção “Meu NIS” (é preciso ter a senha da Caixa);
  • Aplicativo Meu INSS para Android ou iOS, na área “Meu Cadastro” (o login é feito pela conta gov.br).

Atenção para as dicas:

  • O número do NIT mostrado em alguns apps é o mesmo do PIS
  • Se você ainda não tem a assinatura digital do governo, veja agora como criar uma conta gov.br
  • Se você não tiver uma senha da Caixa, faça o cadastro e siga os passos informados para criar uma na hora e receber a confirmação por e-mail.

Saiba mais: NIT e PIS é a mesma coisa? Entenda a diferença.

Telefone para consultar o PIS

Se você prefere consultar o PIS pelo telefone, use um destes números:

  • Central Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, 158 (das 7h às 19h)
  • Telefone da Previdência Social, 135, na opção 5 (segunda a sábado, das 7h às 22h)
  • Telefone da Caixa Cidadão, 0800-726-0207, com atendimento eletrônico 24 horas ou com atendente de segunda a sexta, das 8h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h.

Como consultar o número do PIS na carteira de trabalho

O número do PIS na carteira de trabalho física fica em destaque na primeira página do documento.

Assim que você abrir a carteira de trabalho, ele estará na parte de cima, em um campo de 11 números chamado “PIS/PASEP”. 

Como Consultar O Pis Pelo Cpf: Confira As Opções E Passos

Se você vai usar o aplicativo da Carteira de Trabalho Digital para descobrir o número, é só seguir os passos abaixo:

  • Baixe o app Carteira de Trabalho Digital para Android ou iOS
  • Entre com o seu CPF e escolha “Contratos”
  • Selecione “+” para exibir qualquer contrato
  • Veja o número do PIS.

O que é PIS?

O PIS (Programa de Integração Social) é um programa do Governo Federal que garante o acesso de trabalhadores CLT a alguns benefícios importantes, como o abono salarial e o seguro-desemprego.

Todo empregado com carteira assinada é automaticamente cadastrado no PIS e recebe um número de 11 dígitos que identifica seu registro.

Da mesma maneira que o FGTS, o calendário anual de pagamento do PIS é ordenado pelo mês de nascimento dos trabalhadores.

Para que serve o PIS?

O PIS serve para oferecer benefícios essenciais para os trabalhadores e, dessa forma, garantir sua integração social.

São dois os principais direitos que você recebe por meio desse cadastro:

  • Abono salarial: benefício anual no valor de um salário mínimo pago aos trabalhadores que ganham até dois salários mínimos
  • Seguro-desemprego: benefício que oferece uma renda temporária ao trabalhador que foi dispensado sem justa causa.

No caso do abono salarial, os aposentados também têm direito ao benefício, desde que ainda exerçam atividade remunerada, recebam até dois salários mínimos e tenham trabalhado por, no mínimo, 30 dias no ano-base de recebimento.

Quem tem direito ao PIS (abono salarial)?

O abono salarial do PIS é um direito de todos os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos por mês e estão registrados no programa há pelo menos cinco anos.

Para o benefício ser pago, também é preciso que a empresa que registrou o trabalhador repasse as informações corretas sobre funcionários ao governo.

Além disso, para receber o PIS, o trabalhador deve ter trabalhado com carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano considerado para o recebimento do benefício.

Como consultar o extrato do PIS?

Você pode consultar o extrato do PIS no aplicativo Caixa Trabalhador, para Android ou iOS.

Basta seguir os passos abaixo:

  • Baixe e instale o app
  • Faça login com seu CPF e senha da Caixa
  • Escolha a opção “Abono Salarial”
  • Selecione “Exercício Vigente”
  • Verifique o saldo disponível para saque e o extrato do seu abono salarial.

O que é o abono salarial do PIS?

O abono salarial é o principal benefício pago por meio do PIS — tanto que ele costuma ser usado como sinônimo do próprio PIS.

Como vimos, para receber esse pagamento de um salário mínimo anual, você deve ganhar até dois salários mínimos.

Por isso, esse benefício é destinado aos trabalhadores de baixa renda, como um auxílio anual que favorece a saúde financeira.

Como receber o abono salarial do PIS?

O abono salarial do PIS é pago de acordo com um calendário anual que obedece a ordem de mês de nascimento do trabalhador, divulgado pela Caixa Econômica Federal.

Para quem tem conta na Caixa, o benefício é depositado diretamente na conta corrente ou poupança da mesma titularidade.

Para os demais trabalhadores, os valores são depositados na poupança social digital, que pode ser movimentada pelo app Caixa Tem (Android ou iOS).

Outra opção é sacar o dinheiro do PIS nos terminais de autoatendimento e lotéricas, usando seu Cartão Cidadão.

Confira o calendário de pagamento do PIS em 2024 de acordo com os meses de nascimento dos trabalhadores:

  • Nascidos em janeiro: a partir de 15 de fevereiro
  • Nascidos em fevereiro: a partir de 15 de março
  • Nascidos em março: a partir de 15 de abril
  • Nascidos em abril: a partir de 15 de abril
  • Nascidos em maio: a partir de 15 de maio
  • Nascidos em junho: a partir de 15 de maio
  • Nascidos em julho: a partir de 17 de junho
  • Nascidos em agosto: a partir de 17 de junho
  • Nascidos em setembro: a partir de 15 de julho
  • Nascidos em outubro: a partir de 15 de julho
  • Nascidos em novembro: a partir de 15 de agosto
  • Nascidos em dezembro: a partir de 15 de agosto.

Como calcular o PIS (abono salarial)?

O valor do abono salarial do PIS é proporcional ao tempo trabalhado no ano em que o benefício será pago.

Dessa forma, se você trabalhou com carteira assinada durante os 12 meses do ano, receberá 100% do valor, que corresponde a um salário mínimo — R$ 1.412 em 2024.

Agora, se trabalhou por seis meses, receberá 50% do salário mínimo vigente, o equivalente a R$ 706, e assim por diante.

Importante: se você tiver trabalhado mais de 15 dias em determinado mês, o mês todo é contabilizado para o cálculo do abono salarial do PIS.

O que fazer com o dinheiro do PIS?

O dinheiro do PIS é um valor extra que pode dar uma força no seu orçamento pessoal ou mesmo ser investido.

Veja algumas dicas para usar o abono com sabedoria:

  • Primeiramente, pague qualquer dívida que você tenha
  • Use o PIS para começar ou aumentar sua reserva de emergência
  • Aproveite o valor extra para aliviar o orçamento e pagar contas
  • Invista o valor em uma aplicação de baixo risco e rendimento superior ao da poupança, como o CDB Neon que rende até 113% do CDI e aceita aplicações a partir de R$ 1
  • Use o dinheiro para realizar uma compra que você estava adiando há um tempo e alcançar objetivos financeiros.

Simule o investimento no CDB Neon

O CDB Neon é o investimento certo para ter mais rentabilidade — até 113% ao ano — com a segurança da renda fixa e aplicações a partir de R$ 1.

Além disso, nosso CDB oferece liquidez diária, ou seja, você pode retirar o dinheiro a qualquer momento sem perdas.

Então, aproveite o dinheiro extra recebido com o PIS e simule seu investimento no CDB Neon para começar a multiplicar seu patrimônio!

O propósito da Neon é criar caminhos por uma vida financeira melhor para todos os brasileiros. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Este artigo foi útil?

Dê sua nota e comente abaixo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Picture of Time Neon
Time Neon
Um time de pessoas dedicadas a diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante.

Você também pode se interessar

Logo Neon Azul