Atualizado em 5 de novembro de 2021

Quem não gosta de viajar, não é mesmo? Melhor ainda é saber como viajar com pouco dinheiro para poder passear em lugares diferentes, relaxar um pouco e curtir coisas novas com tranquilidade — e, de quebra, manter finanças em dia.

Se você suspirou aí de vontade de alugar um carro, comprar uma passagem de ônibus ou de avião, saiba que dá para fazer tudo isso sem gastar muito.

É isso mesmo! Dá para cuidar bem do dinheiro também viajando. Para tirar a viagem dos sonhos do papel, basta um pouco de planejamento, esforço para poupar e fazer escolhas inteligentes para o seu bolso. Quer saber como?

Neste artigo vamos te mostrar algumas dicas práticas para viajar com pouco dinheiro. Continue lendo!

8 dicas sobre como viajar com pouco dinheiro

Para te ajudar a fazer aquela viagem que você tanto quer sem ficar no aperto, separamos dicas sobre como viajar com pouco dinheiro:

  1. Escolha bem o destino da sua viagem
  2. Estude os melhores períodos para viajar
  3. Confira todas as opções de logística
  4. Simule os valores de hospedagem
  5. Veja se compensa mais comprar pacotes de viagem
  6. Seja estratégico com a alimentação
  7. Planeje os gastos
  8. Comece a juntar dinheiro desde já

 

Confira a seguir os detalhes de cada uma das dicas!

1. Escolha bem o destino da sua viagem

Em quanto tempo você pretende viajar? Se a viagem for acontecer em um período mais curto, em até seis meses, escolha um destino mais barato, em que você terá condições financeiras de guardar dinheiro suficiente para aproveitar o passeio.

Mas, se o seu sonho é viajar para outro país ou para uma cidade tradicionalmente mais cara, entenda que você vai precisar de mais tempo para guardar dinheiro. O importante é não ser ansioso e seguir o planejamento.

Um ponto importante em relação aos destinos é abrir a mente e considerar locais que talvez não sejam necessariamente tão “famosos”, mas que proporcionem uma experiência tão incrível quanto uma cidade ou país que todo mundo vai.

Pesquise bastante, compare preços do custo de vida de cada local e, caso seja um destino internacional, pesquise países onde o real seja mais valorizado. Você pode se surpreender com a quantidade de locais incríveis para onde é possível viajar com pouco dinheiro.

2. Estude os melhores períodos para viajar

Sabemos que muitas pessoas não têm a flexibilidade de escolher viajar fora da alta temporada, seja por conta do trabalho ou dos filhos que têm apenas as férias escolares.

Porém, é fato que a baixa temporada e períodos que não contemplam feriados são as melhores opções para gastar menos com a viagem. De qualquer forma, veja qual é a alta temporada do lugar para o qual você deseja ir.

Por exemplo, no Brasil, a alta temporada acontece principalmente em dezembro, janeiro e julho, mas, na Europa, os meses mais movimentados são junho, julho, agosto e setembro, por conta do verão do hemisfério norte.

E vale a dica do tópico anterior: procure pelos destinos menos concorridos, pois as chances de você encontrar melhores preços, inclusive na alta temporada, são maiores.

3. Confira todas as opções de logística

É mais barato ir de carro ou de avião? Dependendo do destino da viagem e o período do ano que ela será feita, a resposta pode ser diferente.

Se não for possível ir de carro, fique atento às passagens áreas mais baratas. Há dezenas de sites confiáveis em que você pode comprar passagens áreas mais em conta, ou que monitoram e te avisam sobre promoções das companhias.

Entre eles, estão:

 

E, claro, a logística não se limita apenas ao trajeto de ida e volta, mas também às suas locomoções no destino. Então, pesquise sobre o transporte público, táxi, aplicativos e aluguel de carro.

Caso o local tenha uma boa infraestrutura de transporte público, muito provavelmente essa opção sairá mais em conta.

4. Simule os valores de hospedagem

Antes de decidir onde vai ficar, pondere sobre todas as opções: alugar um quarto em uma pousada ou hotel, um apartamento ou quarto no Airbnb, uma cama ou quarto em um hostel, ou ainda se hospedar na casa de um familiar ou amigo.

Encontrar preços vantajosos com hospedagem é uma dica importante sobre como viajar com pouco dinheiro, pois esse é um gasto que precisa ser feito e, se não for bem planejado, pode pesar no bolso.

Para escolher as melhores opções para a sua viagem, avalie quais serão suas necessidades durante o período em que você estiver passeando:

  • Qual será a duração total da estada?
  • Você precisa de um lugar apenas para tomar banho e dormir, ou pretende aproveitar o local?
  • É necessário ter refeição? Se sim, apenas café da manhã, meia pensão ou pensão completa?
  • Pretende cozinhar no local? Existem equipamentos para isso?

 

Além disso, a localização também é determinante na hora de escolher a hospedagem, pois impacta diretamente no seu tempo de locomoção de um lugar a outro.

Para checar o preço de aluguéis de casas e apartamentos por temporada, ou quartos exclusivos ou compartilhados, você pode simular em sites como Booking.com e Airbnb.

Mas, se você quer ter uma experiência ainda mais barata e aventureira, vale olhar as plataformas de “Couchsurfing”, onde você se hospeda “de graça” no sofá de uma pessoa!

5. Veja se compensa mais comprar pacotes de viagem

Se você é do time que acredita que comprar a viagem em um pacote de agência de turismo sai sempre mais caro, mude de ideia!

As agências de turismo começaram a oferecer pacotes mais completos e mais baratos com a popularização e aumento na facilidade de as pessoas montarem suas próprias viagens.

Então, antes de você fechar qualquer opção na viagem, dê uma passada em duas ou três agências de viagens para conferir os pacotes disponíveis para o lugar que você quer conhecer. Também vale acessar os sites das empresas para pesquisar os preços.

6. Seja estratégico com a alimentação

Não dá para viajar sem se alimentar, não é mesmo? E saiba que dá para comer bem sem deixar todo o seu dinheiro no restaurante, basta seguir algumas dicas.

A primeira delas é optar por restaurantes mais distantes dos pontos turísticos, pois os que ficam nas proximidades realmente terão preços mais altos. Busque por opções frequentadas por moradores, aposte nas barraquinhas, feiras de rua e mercados públicos, e procure por opções no Google Maps, lendo as avaliações de outros clientes.

Outra dica é perguntar no restaurante se tem um menu do dia ou pratos executivos, pois eles podem sair bem mais em conta.

Além disso, caso você vá se hospedar em um lugar com cozinha, opte por comprar os ingredientes no mercado mais próximo e cozinhar a sua própria refeição. Aproveite para preparar lanches para levar na bolsa e comer durante os passeios.

E, claro, se você estiver em uma hospedagem com café da manhã, se jogue nessa refeição, assim dá para só fazer uma boquinha no meio do dia e gastar um pouco mais no jantar.

7. Planeje os gastos

Você não precisa esperar cair o 13º salário ou a restituição do Imposto de Renda para viajar. Até porque, sejamos sinceros, se você não tem as contas planejadas, as chances de ter que usar esses valores para quitar uma dívida ou comprar algo de emergência são grandes, né?

Por isso, se você tem uma viagem em mente, se planeje um tempo antes para fazer acontecer e vá guardando dinheiro para isso!

Caso você não saiba como se organizar financeiramente, comece usando uma planilha de gastos. Coloque nela quanto você recebe e exatamente tudo o que você gasta no dia a dia.

Dessa forma, você conseguirá identificar com mais facilidade oportunidades para cortar gastos e economizar para a tão sonhada viagem.

8. Comece a juntar dinheiro desde já

Se mesmo com a planilha de gastos ficar difícil guardar dinheiro para viajar, se desafie a realizar esse sonho!

Com o Desafio das 52 Semanas, por exemplo, você cria o hábito de poupar a partir de R$ 1 por semana e, ao longo de um ano, pode acumular o montante necessário para a viagem.

Funciona assim: na semana 1 você poupa R$ 1; na semana 2, R$ 2; e assim por diante até chegar a R$ 52 na última semana do ano.

Ao final do ano, você terá acumulado o equivalente a R$ 1.378 (considerando que o dinheiro não será aplicado em nenhum investimento).

Um valor bacana para fazer uma viagem, não? Então comece o desafio agora mesmo! Para te ajudar, criamos um kit gratuito completo com tabela, planilha e guia para você poupar toda semana com muito mais facilidade.

COMEÇAR O DESAFIO 52 SEMANAS

O que achou das dicas sobre como viajar com pouco dinheiro? Conta para a gente nos comentários e boa viagem!