Já pensou em como fazer o planejamento da aposentadoria para viver de rendimentos no futuro?

Imagine ter uma renda confortável na terceira idade, não depender só do INSS e ainda realizar aquele sonho de aproveitar o resto da sua vida de frente para o mar (ou onde você quiser).

Isso é possível com um bom planejamento financeiro, um pouco de disciplina e visão de longo prazo sobre dinheiro e investimentos. Quanto antes você começar a investir no seu “futuro eu”, mais fácil será se aposentar com tranquilidade e alcançar seus objetivos.

Entretanto, infelizmente planejar a aposentadoria parece uma realidade distante para mais da metade dos brasileiros. Os números são alarmantes: 6 em cada 10 brasileiros (59%) admitem que não estão se preparando para a aposentadoria, segundo uma pesquisa do SPC Brasil e da CNDL.

Os principais motivos para a falta de planejamento são a incapacidade de poupar, desemprego e desorganização do orçamento.

Para evitar que você faça parte dessa estatística, é melhor dar início ao seu plano de aposentadoria agora mesmo.

Leia com atenção e comece hoje a garantir seu amanhã!

Por que pensar no planejamento da aposentadoria?

O planejamento da aposentadoria deve ser uma das prioridades da sua vida financeira, pois é a única forma de garantir um futuro tranquilo. Já imaginou chegar à terceira idade dependendo apenas da previdência social, com um salário muito menor do que o seu atual?

Essa é uma grande preocupação para os brasileiros, principalmente depois da Reforma da Previdência, que fixou a idade mínima após os 60 (65 para homens e 62 para mulheres), aumentou o tempo de contribuição e reduziu o valor do benefício.

Ou seja: se você sonha em se aposentar com uma boa renda e aproveitar a vida despreocupado, precisa começar a pensar nas finanças desde já, porque o tempo é precioso quando se trata da formação de patrimônio.

Ao longo do caminho, você terá que manter a disciplina para poupar mensalmente, escolher os melhores investimentos para a aposentadoria para multiplicar seu dinheiro a longo prazo e conquistar os rendimentos necessários para cobrir seus custos na terceira idade.

Você pode até receber a pensão do governo, mas terá que contar com outras fontes de renda complementares se quiser viver bem durante a aposentadoria.

Então, quanto mais cedo você começar a se planejar para ela, mais chances terá de construir sua reserva financeira, receber rendimentos e manter um bom padrão de vida lá na frente.

Por onde começar a planejar a aposentadoria? 6 dicas

Se você está se perguntando “Mas como planejar a minha aposentadoria?”, saiba que antes de começar esse processo é importante colocar suas finanças em ordem e rever seus conceitos sobre dinheiro.

Explicaremos abaixo os detalhes de cada uma das dicas.

1. Adote uma visão de longo prazo

O primeiro passo para planejar sua aposentadoria é adotar uma visão de longo prazo para a sua vida financeira. Afinal, se você continuar pensando apenas no presente ou em objetivos de curto prazo, nunca vai conseguir poupar e investir com um horizonte mais distante.

E se preparar para a aposentadoria é exatamente isso: conseguir aplicar seu dinheiro hoje para usufruir no futuro, mesmo que isso signifique abrir mão de alguns objetivos mais próximos.

O problema é que nós costumamos fazer justamente o contrário: ceder às tentações imediatas e postergar nossos planos financeiros. Para vencer essa mentalidade, você precisa pensar no dinheiro da aposentadoria como um investimento no seu futuro, que é muito mais importante do que uma compra por impulso.

2. Controle seu orçamento

Você sabia que 48% dos brasileiros não controlam o próprio orçamento? O dado é de uma pesquisa da SPC Brasil e diz muito sobre nossa dificuldade em acompanhar os ganhos e gastos todo mês.

Mas, se você pretende se aposentar com dignidade e conforto, vai precisar colocar tudo na ponta do lápis e investir na sua organização financeira pessoal.

O objetivo é registrar tudo o que entra e sai da sua conta corrente, manter um padrão de vida compatível com a sua renda e conseguir poupar uma quantia mensalmente para investir nos seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

A Neon oferece uma planilha de gastos mensais gratuita para ajudar no controle pessoal e familiar, mas cabe a você equilibrar o orçamento para ter um saldo positivo todo mês.

Banner com cta para participar do desafio 52 semanas

3. Aprenda a juntar dinheiro

Juntar dinheiro é o ponto de partida para planejar a previdência privada e qualquer outro objetivo financeiro que você tenha em mente. O ideal é poupar entre 10% e 30% da sua renda todos os meses para investir.

Claro que, para isso, você terá que controlar os impulsos consumistas, cortar alguns gastos e ter mais disciplina no controle financeiro. Parece difícil no início, mas é o mínimo que você pode fazer pelo seu futuro — e você vai ganhando mais motivação conforme alcança suas metas.

4. Tenha uma reserva de emergência

Outro passo essencial antes de planejar a aposentadoria é ter a sua reserva de emergência.

Esse fundo deve ser suficiente para cobrir entre seis e 12 meses de custos mensais para você ter de onde tirar em casos de imprevistos como demissão, redução da renda ou urgência médica, por exemplo.

Quando você começa a poupar, a reserva emergencial é sua prioridade — só depois é que os outros investimentos vão vir.

Afinal, não adianta querer investir seu dinheiro a longo prazo para a aposentadoria se você ainda não tiver uma quantia guardada para os imprevistos e urgências da vida. Se acontecer qualquer coisa, você não terá o dinheiro disponível imediatamente e pode até acabar endividado.

Por isso, ter a reserva de emergência formada é um dos requisitos para começar a investir com mais tranquilidade.

5. Prepare-se para investir a longo prazo

O segredo sobre como se aposentar bem é deixar seu dinheiro aplicado por muitos anos. Então, você deve estar preparado para abrir mão da liquidez (facilidade em resgatar seu dinheiro da aplicação sem perder nada) em nome de rendimentos maiores a longo prazo.

A maioria das pessoas começa a investir em ativos com alta liquidez e baixo risco, mas os planos de aposentadoria pedem aplicações com prazos mais longos e retorno superior. Graças ao poder dos chamados juros compostos (ou juros sobre juros), o tempo se torna seu maior aliado para multiplicar o dinheiro.

Mas, se você resgatar valores antes do prazo, corre o risco de sair no prejuízo e reduzir sua renda no futuro — daí a importância de se acostumar com a ideia de deixar seu dinheiro investido por mais tempo.

E lembre-se: a reserva de emergência existe para evitar que você mexa nas suas aplicações para a aposentadoria quando precisar de dinheiro.

6. Concilie a aposentadoria com outros objetivos

Finalmente, não é porque você está planejando sua aposentadoria que precisa destinar todos os recursos poupados para ela. Na verdade, a ideia é conciliar os investimentos de longo prazo com outros objetivos de curto e médio prazo.

Por exemplo, você pode direcionar uma parte do dinheiro mensal para um investimento de médio prazo para comprar um veículo daqui a dois anos e, ao mesmo tempo, manter uma porcentagem na previdência privada.

O importante é montar uma carteira diversificada e poupar todo mês para alcançar seus objetivos financeiros, seja a compra de um smartphone daqui a seis meses ou o recebimento de uma renda daqui a 30 anos.

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Conheça a Neon e todos os produtos que esperam por você aqui.