Se você quer retomar o poder sobre suas finanças e não sabe por onde começar, aqui vamos te mostrar como investir com pouco dinheiro para você tirar os seus sonhos do papel.

Os dados são alarmantes: segundo uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 67% dos entrevistados afirmam que não conseguem poupar. Além disso, 40% dizem que têm uma renda muito baixa, por isso não guardam dinheiro.

Queremos mudar essas estatísticas, por isso neste artigo explicaremos o que você deve fazer para conseguir poupar todo mês e começar a investir.

Saiba que não é preciso muito para dar os primeiros passos: com apenas R$ 10 já dá para investir no CDB Neon, por exemplo, ou usar R$ 50 para aplicar em títulos do Tesouro Direto. 

Tenha em mente que uma renda pequena não é um impeditivo para não investir. Quanto antes você começar, não importa com qual valor seja, melhor será para o seu futuro.

Vem com a gente que vamos te ajudar a adentrar o mundo dos investimentos!

6 dicas sobre como investir com pouco dinheiro

Se você não sabe como começar a investir, a seguir vamos mostrar um passo a passo para te ajudar dar os primeiros passos com os investimentos sem precisar ter muito dinheiro.

infográfico com 6 dicas sobre como investir com pouco dinheiro

1. Organize suas finanças

Antes de efetivamente investir, é essencial fazer um planejamento financeiro e organizar seu orçamento. Dessa forma, você conseguirá ter mais clareza sobre qual é a sua realidade hoje e quanto é possível poupar todo mês.

Inclusive, caso você esteja no zero a zero (o dinheiro é suficiente apenas para pagar as contas) ou até mesmo no vermelho, é primordial dedicar um tempo para colocar ordem nas suas finanças.

E tem mais: a organização financeira também é importante para você conseguir acompanhar os seus investimentos após começar a investir. Então, já coloque na cabeça que uma planilha financeira deverá se tornar a sua melhor amiga.

A boa notícia é que nós já temos uma planilha de gastos mensais gratuita pronta para ser usada. Baixe a sua agora mesmo:

BAIXAR PLANILHA COMPLETA

Outro ponto em relação à planilha é que com ela você conseguirá identificar quais são os gastos supérfluos que podem ser reduzidos ou eliminados.

É claro que você não precisa cortar tudo aquilo que você gosta, mas sim se organizar e rever prioridades para conseguir economizar dinheiro e investir.

2. Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo

Definir metas para seus investimentos te dará mais propósito em relação ao que você está fazendo. Por isso, não guarde dinheiro por guardar, mas sim trace metas e nomeie cada centavo investido.

Pode ser começar um curso, fazer uma viagem, comprar um carro, adquirir a casa própria, enfim, o essencial é anotar quais são os seus objetivos para seus investimentos e tê-los em mente sempre que você fizer um novo aporte.

Veja como fazer um planejamento de metas de curto, médio e longo prazo.

Além disso, ao saber o motivo pelo qual você está guardando seu dinheiro, isso evitará que você caia na tentação de resgatar qualquer valor para gastar com algo supérfluo e que não agregará muito ao seu futuro.

3. Defina quanto você pode investir todo mês

Com o orçamento organizado e as metas estabelecidas, é hora de definir quanto de dinheiro você irá poupar e investir todos os meses.

Uma dica é separar esse valor logo no começo do mês, antes mesmo de pagar as contas. Veja o investimento como um “boleto” para o seu eu do futuro e não deixe para pagá-lo apenas se sobrar dinheiro.

Mas quanto investir, afinal? É claro que o valor varia de pessoa para pessoa, mas um ponto de partida é reservar cerca de 10% do seu salário líquido para os seus investimentos.

Aqui explicamos detalhadamente quanto investir do salário todo mês.

Se 10% forem muito para você começar, lembre-se de que é possível começar a investir com apenas R$ 10, como citamos no começo deste artigo. O fundamental é manter a recorrência e sempre poupar um pouco para o seu montante começar a crescer.

Se você precisa de uma ajuda para poupar dinheiro com frequência, você pode recorrer ao Desafio 52 Semanas! Basta R$ 1 para começar a guardar toda semana.

E mais: criamos um kit gratuito completo com tabela, planilha e guia para ficar ainda mais fácil participar do Desafio. 

Banner com cta para participar do desafio 52 semanas

4. Não espere “ter mais dinheiro” ou “saber mais” para começar

Se você ficar esperando o “momento certo”, já avisamos que ele nunca vai chegar. Tendemos a achar que nunca temos dinheiro suficiente ou que sabemos muito pouco, mas dessa maneira ninguém sai do lugar.

Por isso, estamos aqui para mostrar que é possível sim investir pouco dinheiro com segurança, o que importa é dar o primeiro passo e começar.

Além disso, hoje há uma infinidade de informações disponíveis a respeito de investimentos. Claro não dá para aprender tudo de uma hora para a outra, então o ideal é se manter sempre atualizado.

Vamos falar sobre isso no próximo tópico.

5. Estude e se atualize sempre

Vivemos um período privilegiado em que temos à nossa disposição inúmeros conteúdos sobre investimentos. São canais de YouTube, cursos, podcasts, blogs (como este aqui!) que ensinam sobre finanças e como investir melhor.

Canais como Me poupe! (do vídeo abaixo), EconoMirna e O Primo Rico são algumas opções para você começar a acompanhar.

Você também pode ouvir podcasts sobre finanças que te ajudarão a entender melhor como organizar seu orçamento e investir com inteligência.

E, claro, estude muito e esteja sempre atualizado. É necessário aprender conceitos básicos sobre investimentos, entender o que impacta o mercado e como fazer operações seguras.

Confira 8 cursos gratuitos que vão te ensinar sobre investimentos.

6. Seja paciente e preserve o hábito de poupar

Paciência é uma das palavras de ordem no mundo dos investimentos, pois ninguém constrói um patrimônio sólido de um dia para o outro. Persista e não vá com muita sede ao pote.

Por menor que seja o valor investido, o indispensável é sempre fazer uma aplicação, não importa se pareça pouco. É o hábito de poupar dinheiro que fará você conseguir investir para realizar os seus sonhos.

Onde começar a investir com pouco dinheiro?

Agora que você já sabe como começar a investir com pouco dinheiro, vamos te mostrar onde investi-lo. De início, o melhor caminho é optar pela renda fixa, uma categoria de investimentos que tem sua rentabilidade conhecida no momento da aplicação.

Isso significa que você consegue prever (ou pelo menos estimar) quanto vai ganhar com o investimento desde o começo, seja por meio de uma taxa prefixada ou um índice de referência.

Entenda o que é e como funciona a renda fixa.

É válido reforçar que o primeiro investimento que você deve fazer é na sua reserva de emergência, caso você ainda não tenha a sua montada. Ela deve ser feita em um investimento de renda fixa com liquidez diária, o que significa que você pode resgatar o seu dinheiro a qualquer momento.

A reserva deve contemplar de seis meses a 12 meses do seu custo de vida mensal. Colocando em números práticos, se o seu custo de vida mensal é de R$ 2 mil, a sua reserva deverá ser de R$ 12 mil a R$ 24 mil.

Duas boas opções para você montar sua reserva de emergência são o CDB (Certificado de Depósito Bancário) e o Tesouro Selic. Mais adiante explicaremos ambos em detalhes.

Confira no vídeo abaixo como montar uma reserva de emergência e aproveite para baixar o e-book sobre o assunto:

banner com cta para baixar e-book reserva de emergência

Agora vamos ao que interessa: onde começar a investir com pouco dinheiro.

CDBs

Com essa aplicação financeira você “empresta” seu dinheiro para o banco poder usar. Em troca, o banco devolve o dinheiro corrigido com os juros. Ou seja, ao invés de pagar juros, você passa a lucrar com eles.

Esse é um investimento de renda fixa seguro com liquidez diária e garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Ele cobre até R$ 250 mil por CPF em caso de falência do banco que te vendeu o CDB, desde que a quantia esteja na mesma instituição ou conglomerado financeiro.

Mas atenção: em 2017 Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou uma alteração no FGC que estabelece um teto de R$ 1 milhão a cada período de quatro anos para garantias pagas para cada investidor (CPF ou CNPJ).

Na prática, é possível manter até R$ 250 mil investidos cada instituição, sendo no máximo quatro instituições distintas, o que totalizaria R$ 1 milhão.

Voltando ao CDB, sabia que você pode investir em CDB com a Neon? A partir de R$ 10 reais você já consegue fazer uma aplicação financeira e começar a fazer o seu dinheiro trabalhar para você!

INVESTIR NO CDB NEON

Títulos públicos do Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o programa 100% online de venda de títulos públicos do governo federal em parceria com a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), a bolsa de valores brasileira.

Um título público é uma aplicação financeira de renda fixa emitida pelo Tesouro Nacional para captar recursos e financiar a dívida pública. Ao comprar esses ativos, você está “emprestando” dinheiro ao governo, o qual te paga juros por isso.

Dessa forma, o Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros do mercado financeiro, já que sua garantia é o próprio caixa público do país.

Existem três tipos de títulos públicos disponíveis: o Tesouro Selic, o Tesouro Prefixado e o Tesouro IPCA.

O Tesouro Selic, por exemplo, tem liquidez diária e pode ser considerado o principal substituto da poupança. Além disso, com apenas R$ 50 já dá para investir nesse título.

Aqui explicamos tudo o que você precisa saber a respeito do Tesouro Direto.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento também são uma boa opção para começar a investir com pouco dinheiro.

Os fundos funcionam como um condomínio: os moradores são os cotistas que compram os fundos, os quais são gerenciados pelo “síndico”, um gestor que tem a responsabilidade de escolher em quais ativos aplicar o dinheiro e obter o melhor rendimento possível.

Os tipos de fundos de investimento são: renda fixa, curto prazo, ações e multimercados.

Para escolher o melhor fundo para você, o ideal é pesquisar bastante e entender qual faz mais sentido para a sua realidade financeira hoje.

E a poupança?

De fato, a poupança é a porta de entrada para os investidores iniciantes, porém a sua rentabilidade é muito baixa e ela rende apenas uma vez por mês, no dia do aniversário da poupança. Isso significa que, caso você resgate a aplicação antes do aniversário, não terá nenhum rendimento.

Então, se você deseja começar a investir com pouco dinheiro, por que não ir direto para o CDB, Tesouro Direto e os fundos de investimento, os quais têm uma rentabilidade maior e são seguros, assim como têm um aporte inicial baixo? Pense nisso.

Agora você já sabe como investir com pouco dinheiro e onde aplicá-lo, basta começar! Com o tempo você perceberá que o segredo é diversificar a sua carteira, fazer aportes com frequência e manter o dinheiro investido o máximo de tempo possível.

Para te ajudar com esse assunto, recomendamos que você também leia os artigos abaixo:

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso estamos aqui para te acompanhar em sua jornada com as finanças.

Conheça a Neon e todos os produtos que esperam por você aqui.